quarta-feira, 24 de abril de 2013

Paço do Lumiar: prefeito comenta sobre melhorias na cidade na sua administração


Sandra Viana (O Imparcial)

Paço do Lumiar estava em um verdadeiro buraco, por conta de tantos problemas, ressalta o prefeito. Problemas estes que vêm sendo sanados com trabalho, uma equipe coesa e a parceria entre o prefeito e seu vice, o advogado Marconi Lopes. “Quando assumi a prefeitura de Paço do Lumiar, o fiz com o objetivo de melhorar a vida da nossa população e parte deste trabalho já pode ser visto”, diz Josemar Sobreiro.“Encontramos uma cidade à beira do caos e nos ocupamos, nesse primeiro trimestre, em arrumar a casa. Agora, vamos começar a executar os projetos”, disse o prefeito de Paço do Lumiar, Josemar Sobreiro (PR), sobre as dificuldades encontradas ao assumir a gestão municipal no início deste ano. As maiores reclamações da população eram nas áreas da saúde, educação e infraestrutura, esta última, um desafio ao novo prefeito, dados as inúmeras deficiências e péssimo estado de conservação das vias. O prefeito esteve na redação de O IMPARCIAL, acompanhado do vice-prefeito Marconi Lopes (PSL) e do assessor de imprensa, Stênio Kavazaki.
O prefeito ressalta que, hoje “Paço tem uma administração parceira e presente”.
Uma das primeiras medidas do prefeito foi abrir concorrência para iniciar, em caráter emergencial, a Operação Tapa-Buracos. “Vamos aguardar esse período chuvoso e dependemos agora do processo licitatório. Assim que for finalizado, iniciamos o trabalho de fato”, disse. Para atenuar os problemas, o prefeito realizou ações pontuais a fim de garantir o tráfego de veículos e pedestres. As ruas da Vila São José, Vila Cafeteira, Paranã, Iguaíba e Mojó receberam piçarramento. “Parte deste trabalho está sendo perdido por conta das chuvas, mas estamos refazendo, à medida que vêm as chuvas, para que a cidade tenha condições de trafegamento”, explica Sobreiro.
Os bairros Maiobão e Paranã apresentam outro problema para a administração: muitos bueiros a céu aberto foram identificados. Para dirimir a questão, o prefeito tem conversado com a direção da Companhia de Abastecimento e Saneamento (Caema) e cogita, inclusive, ação judicial para forçar uma solução. “Queremos que a empresa ajude e desobstrua os bueiros, que faça sua parte. No Maiobão, principalmente, há um problema sério na parte de esgotamento. Está muito prejudicado”, enfatiza.
Geração de emprego e renda
Convocar os 122 aprovados no concurso realizado em 2010 foi outra medida dos primeiros 100 dias de gestão. Para o prefeito, era devido o direito de quem estudou e obteve êxito com a aprovação. “Então, o que tínhamos a fazer era o que não foi feito antes: convocar estas pessoas para trabalhar, ocupar seus cargos”. Josemar Sobreiro também pensou na assistência social, entre suas prioridades, e conseguiu recursos para a construção de sede própria ao Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) e ao Centro de Referência Especializado de Assistênia Social (CREAS), que atendem o município. “Entendemos que para este trabalho social ter êxito, é preciso que seja feito em local adequado e com estrutura”, reforça.
Paço do Lumiar tem em funcionamento uma unidade de saúde com várias especialidades e que atende a população, o que antes, não havia. “A demanda em saúde da cidade era atendida de forma terceirizada. Colocamos em funcionamento esse Centro e vamos construir ainda um hospital, que o município não tem”, garante o prefeito. O Centro de Especialidades e Diagnósticos (CED) oferece à comunidade exames de média
complexidade, atendimento ambulatorial e especialidades (pediatria, oftalmologia, cardilogia, ultrassonografia, psicologia, fonoaudiologia, terapia ocupacional e radiologia). As unidades mistas também estão em funcionamento. Os bairros Tambáu e Mojó ganharão unidades básicas de saúde. Agora, o prefeito trabalha em busca de verba para que a cidade tenha seu primeiro hospital.
Na educação, outro pilar prioritário da gestão, foi realizada a campanha de matrícula com o título “O futuro do seu filho começa na escola”. Dez mil vagas foram disponibilizadas na educação infantil, ensino fundamental e EJA, nas 57 unidades de ensino do município. O Calendário Escolar 2013, que define avaliações, datas para reuniões de gestores, período das férias e demais atividades pertinentes; seletivo e capacitação de gestores; contratação de 128 professores; reajuste da categoria; e reforma emergencial em 56 escolas foram metas importantes já cumpridas no setor, nestes primeiros 100 dias.
Inadimplência
Paço do Lumiar tinha baixa arrecadação de imposto, segundo relatório feito pela atual gestão. O rombo encontrado era grande e inviabilizava, inclusive, pagamento de folha. Outro problema dessa inadimplência era o risco do município perder recursos e assim, deixar de executar projetos de interesse da população. Com esforço, o prefeito, ao
assumir, priorizou a quitação do pagamento do funcionalismo, que estava com os vencimentos em atraso. Os pagamentos foram da ordem de R$ 1,9 milhão, só em salários atrasados de dezembro do ano passado, referente a servidores da Saúde e Educação. Para sanar as contas, o prefeito formalizou o recebimento do imposto.
No modelo implantado nesta gestão, cada contribuinte paga diretamente em agência bancária seu imposto e tem acesso a dados da arrecadação municipal. Também tem acesso ao que está pagando e sabe para que será investido. Tudo é por meio bancário. Antes, era direto com a Secretaria Municipal de Fazenda (Sefaz). O município também não opera mais com cheque, todos os pagamentos são feitos via instituição bancária. Essas medidas diminuirão a inadimplência e vão garantir os recebimentos para aplicação nas melhorias que a cidade precisa. “Moralizamos a arrecadação de impostos, levando ao conhecimento do contribuinte e conferindo transparência nos recebimentos”, destacou o vice-prefeito, Marconi Lopes. O que foi deixado em inadimplência ainda é uma barreira para as ações da gestão, mas, segundo o prefeito Josemar Sobreiro, serão dirimidas gradativamente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário

Diniz