quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

Deputado Carlinhos Florêncio defende prefeito de Parnarama e desqualifica acusações de Rafael Leitoa



Durante a sessão plenária desta quarta-feira (14), o deputado estadual Carlinhos Florêncio (PHS) utilizou a tribuna da Assembleia Legislativa do Maranhão para fazer uma defesa da diplomação do prefeito de Parnarama, Raimundinho Silveira (PROS), eleito com 44,57% dos votos.

O pronunciamento de Florêncio é em virtude de uma fala do também deputado estadual Rafael Leitoa, que durante sessão plenária criticou o fato de um juiz de primeiro grau ter aceito o registro de candidatura do Raimundinho Silveira e chamou o ato de "negligente".

"Na semana passada, o ilustre deputado Rafael Leitoa criticou a postura do juiz de primeiro grau de ter aceito o registro de candidatura do Raimundinho Silveira. Classificou, inclusive, como uma postura 'negligente'. Ora, o magistrado agiu certo e com o respaldo do Tribunal. Naquele mesmo discurso, o Deputado alegou que Raimundinho tinha 16 contas com parecer por desaprovação das suas contas e gostaria também, sendo que Vossa Excelência mesmo lembrou naquele dia de que o TSE não tem autonomia para fazer julgamento, mas tão somente emitir parecer. As contradições de tais acusações ficam evidentes."

Carlinhos Florêncio mencionou ainda a sessão da Câmara Municipal de Parnarama, no dia 01 de dezembro, quando chegou um relatório do TSE e no mesmo dia foi votado, dando assim início à cassação,isto é, uma rejeição da conta do Raimundinho lá na Câmara Municipal.

"Claramente, o que tivemos foi uma sessão completamente irregular, completamente fora dos padrões de que se precisa para aprovação ou desaprovação de conta de uma Prefeitura. Em relação à acusação infundada sobre improbidade, gostaria de ler a decisão do dia 07 de dezembro. 'No caso dos autos,não ficou evidenciado a prática de ato doloso e de culpa grave que tenha efetivamente causado prejuízo ao erário municipal e resultado em proveito pessoal. Dessa forma, na narração dos fatos, não se vislumbra indícios mínimos de improbidade administrativa. 'Esta é uma decisão do STJ sobre esse processo no dia 07. Então, mais uma vez, comprovando em primeiro grau e em segundo grau que está ratificada, comprovando que o Raimundo Silveira é ficha-limpa. Portanto, poderia ser candidato e não só poderia ser candidato, mas também foi eleito com a grande e esmagadora votação ali naquele município, mostrando mais uma vez que a vontade popular corrobora com a Justiça, o que o tornou pela quinta vez prefeito.", concluiu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário

Diniz