quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

Deputada Ana participa de evento com ministra de Desenvolvimento Social

 
A deputada estadual Ana do Gás (PRB) participou na manhã desta quarta-feira,  9, da apresentação do balanço das ações de Segurança Alimentar e Nutricional,  feita pela Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social (Sedes).
 
Durante o evento, que aconteceu no auditório do Palácio Henrique de La Roque,  o secretário Neto Evangelista elencou as ações na política de segurança alimentar,  como o aumento das refeições servidas nos 6 restaurantes populares, com mais de 10 mil refeições distribuídas por dia, a inauguração de 30 cozinhas comunitárias nos 30 municípios com menor IDH e que estão inclusos no Programa Mais IDH, assessoramento técnico,  parcerias com as universidades,  restaurantes 
 
populares em comunidades quilombolas, além de mais de 3 mil atendimentos com nutricionistas. 
A ministra de Desenvolvimento Social, Tereza Campello, ouviu do secretário estadual a notícia de que em 2016, 100 municípios maranhenses serão beneficiados com o programa do leite e que mais 5 restaurantes populares serão inaugurados no estado. "Com certeza teremos em 2018 um Maranhão com indicadores bem diferentes dos apresentados no passado, em uma prova de que estamos melhorando significativamente a vida dos mais pobres", garantiu a ministra.
 
Acompanhada dos deputados Rafael Leitoa, Ricardo Rios, Rigo Teles, Levi Pontes e Francisca Primo, a deputada Ana do Gás ouviu o secretário Neto Evangelista anunciar a conclusão do Plano Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional. "O pequeno agricultor precisa desse apoio para poder vender sua produção e essa ajuda do governo do estado vai ajudar a mudar a realidade desses agricultores", destacou a parlamentar. 
 
Na presença de secretários estaduais, prefeitos e representantes de instituições de ensino superior,  o governador Flávio Dino assinou os termos do convênio de cooperação técnica e de cessão dos kits. "Garantir segurança alimentar para os mais vulneráveis não é só uma política compensatória, é garantir muitos outros direitos a quem mais precisa, como saúde,  trabalho e dignidade", finalizou o governador.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário

Diniz