segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Prefeitura deflagra campanha de prevenção de riscos e desastres


A Prefeitura de São Luís deflagrou na manhã desta segunda-feira (23) a campanha de prevenção de riscos e desastres, diante do início do período chuvoso na capital maranhense. A ação, determinada pelo prefeito Edivaldo e coordenada pela Secretaria Municipal de Segurança com Cidadania (Semusc), começou pelo eixo Itaqui-Bacanga. Durante a campanha, os agentes da Defesa Civil Municipal vão orientar as famílias que vivem em área de risco sobre como agir em casos de alagamentos.

A superintendente da Defesa Civil Municipal, Elitânia Barros, destaca que a campanha visa conscientizar a população de que precisa ficar ainda mais atenta quanto à segurança nas áreas mais suscetíveis. "O trabalho de conscientização das comunidades situadas em áreas de risco conta com ferramentas importantes, como distribuição de folders, cartilhas com orientações para crianças, com o telefone da Defesa Civil Municipal, o 153", detalha Elitânia. Para ela, o acompanhamento em cada área de risco possibilita uma nova vistoria, que pode evitar ocorrências.

Com duração prevista de três semanas, a campanha vai atingir os 60 pontos de risco da capital, mapeados pela Defesa Civil Municipal. Na primeira etapa, serão visitados os bairros do Sá Viana, Vila Cerâmica, Vila Bacanga, Vila Dom Luis, Anjo da Guarda, Fumacê, Alto da Esperança e Vila Embratel.

Walter Santos Cutrim, tesoureiro da União de Moradores do Sá Viana, mostrou-se satisfeito com o trabalho preventivo. "É um bom trabalho, porque todo ano acontecem deslizamentos aqui, principalmente nessa região, onde há muitas barreiras. Por isso, nossa comunidade, muito carente, precisa do trabalho preventivo da Defesa Civil, que está chegando em boa hora", disse Walter.

Na etapa seguinte, a ação será realizada nos bairros do Coroadinho, Salinas, Túnel do Sacavém, João de Deus, Vila Lobão, Cruzeiro do Anil,Vila Isabel Cafeteira (na Cohab), Pão de Açúcar, Cohab, São Raimundo, Cidade Olímpica, entre outros. "Como já estamos no período chuvoso, após as visitas educativas, ficaremos de prontidão e em alerta e, assim, poderemos atender a comunidade o mais rápido possível em casos de emergência", acrescenta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário

Diniz