sábado, 17 de janeiro de 2015

Hospital da Mulher dobra o número de atendimentos


Com a implantação de novos serviços e a ampliação do número de leitos de internação e de UTI, o Hospital da Mulher, localizado no bairro do Anjo da Guarda, superou 70 mil atendimentos somente no ano de 2014. O número é quase o dobro do registrado a dois anos, de pouco mais de 37 mil. No ano passado, foram contabilizadas ainda 536 cirurgias, o maior número registrado nos últimos sete anos. Os avanços são resultado dos investimentos feitos pela Prefeitura de São Luís e do reforço do sistema público municipal de saúde, priorizado na gestão do prefeito Edivaldo.
Entre as prefeituras do Nordeste, São Luís é a que mais aplica recursos na área de saúde. O prefeito Edivaldo explicou que a mudança era necessária. “Maiores investimentos nesta área foram realizados para superar a situação em que encontramos a rede de saúde do Município. Agora, atuamos de forma intensa para ampliar a rede de atendimento, melhorar a estrutura e humanizar o acolhimento nas unidades”, disse.
Em visita esta semana ao Hospital da Mulher, o prefeito informou que em breve o local contará com mais cinco leitos de UTI, o que representa um incremento de 100% no número de leitos, que passará de cinco pra dez. A unidade de saúde, segundo o prefeito Edivaldo, é prova dos avanços alcançados na área de saúde nos últimos dois anos.
Há dois anos, o hospital contava apenas com 24 leitos. Hoje são 50 leitos. Um dos serviços importantes para a comunidade, implantado no Hospital da Mulher em 2014, foi o de neurocirurgia, que realiza cirurgias de aneurismas, por exemplo.
“No ano de 2014, houve uma reestruturação no serviço de imagem com a aquisição e a implantação do serviço de tomografia computadorizada com capacidade para fazer até mil exames. Não tínhamos raio-X instalado, hoje temos um aparelho próprio do hospital”, conta a diretora geral do hospital, Natália Mandarino.
Houve também um grande crescimento no número de cirurgias, que saltou de 91 em 2013 para 536. As internações também aumentaram de 280 para 564 no mesmo período. Em 2014, as pacientes do Hospital da Mulher passaram a contar com o serviço de mastologia, que estava paralisado e voltou a ser implantado, e com o serviço de prevenção do câncer de mama com consultas com especialistas e realização de biópsia no hospital.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário

Diniz