terça-feira, 16 de dezembro de 2014

PCdoB convida para entrega do prêmio José Augusto Mochel


Este ano o evento homenageia 8 personalidades do Estado. Solenidade será realizada na quinta, às 18 horas, no Grand São Luís Hotel

O PCdoB São Luís faz convite para a cerimônia de entrega da 8ª edição do Prêmio Augusto Mochel, que acontece na próxima quinta-feira (18), quando o PCdoB fará homenagens a personalidades de lutas populares, militantes, lideranças políticas e entidades que tenham se dedicado às causas democráticas.

O “Prêmio José Augusto Mochel”, em sua oitava edição, já é um evento aguardado por todos os militantes sociais do Maranhão. É o que garante o presidente do PCdoB/MA, jornalista Márcio Jerry, para quem “a premiação é um justo reconhecimento aos que se destacam na luta democrática, no presente e no passado”. 

A solenidade foi instituída em 2007 pelo então deputado federal Flávio Dino, o prêmio representa uma homenagem permanente ao líder comunista José Augusto Mochel e já se tornou uma referência para a esquerda maranhense, que vê reconhecidos nomes dedicados à luta democrática, popular e socialista no Maranhão.

Chegando à sua 8ª Edição, o evento já homenageou diversas personalidades maranhenses, e este ano, fará homenagens a Maria Querubina (ativista pela reforma agrária), Haroldo de Oliveira (fundador do Sindicato dos Ferroviários), Clay Lago (presidente do Instituto Jackson Lago e ex-primeira dama do Estado), Guilhermando Toni (membro do Comitê Central do PCdoB) e Chico Sales (ex-presidente da Fetaema). Na categoria de homenagens póstumas, será rememorada a estória de José Machado, sindicalista assassinado na década de 80, Nelson Brito, que militou na área da cultura e coordenou o Laborarte e Antônio Soares, liderança política de Barra do Corda. 

A premiação acontecerá no Grand São Luís Hotel (Centro), a partir das 18h e reunirá diversas lideranças políticas, representantes de movimentos sociais e populares.

Conheça Augusto Mochel

Augusto Mochel que faleceu em 25 de março de 88, em São Paulo, foi militante do movimento estudantil e teve marcante atuação no combate à ditadura militar. Participou ativamente da luta pela redemocratização e apoiou as lutas de resistência camponesa num momento de graves conflitos pela posse da terra. Mochel também foi ativista na luta pela anistia e ajudou a fundar a Sociedade Maranhense dos Direitos Humanos. Foi um dos reorganizadores do PCdoB no Maranhão. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário

Diniz