sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Assembleia Legislativa presta homenagem a cerimonialistas do Maranhão


Em sessão solene realizada na manhã desta quinta-feira (30), a Assembleia Legislativa celebrou o Dia do Cerimonialista Maranhense, instituído pela Lei nº 10.052, de 10 de abril de 2014, sancionada pela governadora Roseana Sarney, fruto do Projeto de Lei de autoria do deputado Arnaldo Melo (PMDB).

A sessão solene foi iniciada com um discurso do deputado Zé Carlos (PT), que proferiu palavras de saudações a todos os profissionais de Cerimonial, salientando que se trata de uma atividade profissional que se desenvolveu muito nas últimas duas décadas no Brasil, tornando-se indispensável para o bom funcionamento das instituições modernas.

“Hoje estamos aqui para prestar uma justa homenagem aos muitos anjos da guarda de autoridades, noivas, debutantes, enfim, aqueles e aquelas, que preveem os imprevistos, pulam na frente do possível acidente e estão sempre atentos a cada detalhe de uma comemoração”, afirmou Zé Carlos.

Ele acrescentou que esta sessão solene, presidida pelo presidente da Assembleia Legislativa, deputado Arnaldo Melo, também foi convocada para celebrar a data em que o Comitê Nacional do Cerimonial Público, entidade que congrega os cerimonialistas de todo o País e fundada na cidade de São Luís, comemora 21 anos.

O deputado Zé Carlos frisou que, atualmente, o Cerimonial não se limita mais às solenidades governamentais. Expandiu-se no âmbito empresarial e social. Tornou-se essencial para a realização dos eventos das empresas e instituições, até mesmo como estratégia de desenvolvimento de suas ações.

Logo em seguida, foi exibido no telão do Plenário um vídeo sobre a importância do Cerimonial, produzido pela TV Assembleia. A chefe do Cerimonial da Prefeitura de Imperatriz, Zilda Pereira Reis Lima, discursou em seguida, observando que os cerimonialistas são requisitados para ocuparem cargos nas mais diversas instituições e entidades, ou mesmo para prestação de serviços em eventos e momentos especiais.

Ela acrescentou que, na área social, para planejamento e execução de cerimônias de casamentos, comemorações e aniversários, sempre um profissional é requisitado.

Em seu discurso, o chefe do Cerimonial da Câmara Municipal de São Luís, Eric dos Santos Teixeira, afirmou que o Cerimonial, assim como as regras de etiqueta ou boas maneiras, é regido pela tradição, pelo uso e costume dos povos. E estes ritos tradicionais sofrem, naturalmente, mudanças influenciadas também por usos e costumes das demais gerações. Estas acrescentam-lhes ou subtraem-lhes algumas formas ou expressões, sem lhes mudar, no entanto, a essência.

A chefe do Cerimonial da Prefeitura de São Luís, Cybele Cunha de Pádua Lauande,  lembrou que as atividades do cerimonialista não dependem apenas de sua eficiência e bom gosto. Tem por base a observância de normas e regras da área de sua atuação.

No final da cerimônia, a chefe do Cerimonial da Assembleia Legislativa, Maria Aristéia Rabelo Campos Machado, e a chefe do Cerimonial do Governo do Maranhão, Maria do Carmo Lima Cabral Marques, manifestaram em nome dos cerimonialistas agradecimentos ao deputado Arnaldo Melo e aos demais membros da Mesa Diretora a iniciativa de realização desta sessão solene.

“Para todos nós, esta honrosa celebração serve de reconhecimento e incentivo para todos os profissionais da nossa categoria, que tem um papel fundamental no cumprimento das normas instituídas para eventos em órgãos públicos”, discursou Maria Aristeia Machado.

Por sua vez, Maria do Carmo Lima Cabral Marques ressaltou que os cerimonialistas são indispensáveis para preservar a tradição das solenidades. E falou da jornada de luta pela valorização e profissionalização dos cerimonialistas no Brasil












fotos  do fotografo
 DINIZ  E Thiago Nascimento 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário

Diniz