segunda-feira, 8 de julho de 2013

Sem condições morais de permanecer como representante do povo


Ninguém sabe ainda qual será a decisão que a Justiça Eleitoral vai tomar sobre a situação extremamente delicada em que se encontra o vereador Beto Castro, mas uma coisa é inquestionável, o político não tem mais condições morais de exercer o seu mandato.
Beto Castro já foi preso em 2008 pela polícia. A prisão foi baseada no artigo 180 do Código Penal, receptação de furto. Com ele a polícia encontrou um veículo que havia sido tomado de assalto na Avenida Litorânea, em outubro do mesmo ano.
Além disso, a denúncia e a comprovação que o vereador Beto Castro possui, pelo menos, dois CPFs, dois RGs e dois títulos de eleitor. Os documentos apontam a existência de um Werbeth Macedo Castro e um Werbeth Machado Castro, que na realidade são a mesma pessoa.
A decisão será da Justiça Eleitoral e a tendência é pela cassação do vereador, mas independente de qualquer resultado, Beto Castro já está sem condições morais de representar o povo de São Luís na Câmara de Vereadores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário

Diniz