quinta-feira, 4 de julho de 2013

Prefeitura de Codó, Plan Internacional e União Européia realizarão projeto social em comunidades quilombolas do Maranhão


Na manhã desta quarta-feira, dia 3, representantes de Secretaria Municipal de Governo de Codó e executivos da ONG Plan Internacional Brasil se reuniram para fase final do processo de seleção que designará o Coordenador Geral do projeto Novos Quilombos. Concebido para levar desenvolvimento auto-sustentável a três comunidades quilombolas da zona rural do município de Codó, o Projeto Novos Quilombos tem como principais objetivos a ampliação da produtividade agrícola das famílias, sua participação no mercado local e a redução da pobreza e da exclusão social das comunidades de origem quilombola.

O projeto Novos Quilombos é resultado de uma parceria firmada em 2012 entre a Prefeitura Municipal de Codó, a ONG Plan Internacional Brasil e a União Européia - UE. A execução do projeto terá duração de três anos e dispõe de uma quantia aproximada de um milhão e meio de Reais, sendo 83% provenientes da União Européia e 17%, da Prefeitura de Codó. A União Européia apóia projetos que visam a integração social na economia mundial e redução da pobreza.

Em novembro do ano passado, o Prefeito de Codó, Zito Rolim, assinou o convênio de parceria com a União Européia e participou da primeira reunião de planejamento do projeto “Novos Quilombos”, que contou com a presença do Diretor de Programas da ONG Plan, Dr. Dirk Hegmanns, o Gerente da unidade da Plan Internacional Brasil em Codó, Gabriel Barbosa, do Coordenador de projetos e pós-graduação do IFMA, Mariano Ibanez Rojas, além de secretários municipais de governo.

De acordo com o Secretário Municipal de Governo da prefeitura de Codó, Ricardo Torres, a escolha certa do Coordenador Geral do Novos Quilombos será fundamental para o sucesso do projeto. “Estamos na última fase desse momento de preparação do Novos Quilombos. Depois partiremos para a prática. O lançamento será nas localidade Santo Antonio dos Pretos e envolverá as comunidades de Centro do Expedito e Barro Vermelho. Portanto, a banca formada por representantes da Plan Brasil e da Prefeitura Municipal de Codó terá que selecionar um Coordenador Geral com alto nível de qualificação, como exigem as regras da União Européia”, explicou.

Para o Gerente da unidade da Plan em Codó, Gabriel Barbosa, foi identificado um grande potencial para a execução do projeto de produção auto-sustentável nas comunidades de origem quilombola na zona rural de Codó. “Um ponto muito importante é a forma de execução do projeto, que será implementado de maneira colegiada e contará com a parceria da prefeitura, da Plan, do IFMA e das próprias comunidades beneficiadas, como a Associação dos Produtores Rurais do Centro do Expedito, Associação dos Moradores e Produtores Rurais de Santo Antonio dos Pretos e a comunidade da localidade Barro Vermelho”.    


Em 2012, Codó foi o único, entre os mais de cinco mil municípios brasileiros, a celebrar esse contrato internacional com a União Européia.  A instituição possui um tradicional e permanente programa de financiamento à sociedade civil por meio de editais de projetos. Só nos últimos anos, mais de 300 milhões de reais foram investidos pela UE em projetos de ONGs do mundo todo. O projeto “Novos Quilombos”, desenvolvido pela prefeitura de Codó em parceria com a Plan Internacional foi o grande vencedor entre projetos apresentados por municípios de diversos estados da federação e tem data prevista de lançamento para o próximo dia 14.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário

Diniz