quinta-feira, 4 de julho de 2013

Ong desenvolve projeto social com meninas em Iguaíba

Monitor ensina  a prática da capoeira às alunas
Uma parceria entre a Prefeitura de Paço do Lumiar e a Ong Plan, está levando a meninas estudantes da UEB. Alfredo Silva, em Iguaíba, assistência social, através de atividades inclusivas do Projeto "Por ser Menina". O projeto é desenvolvido há nove meses no município e envolve trinta meninas na faixa etária entre 6 a 14 anos, que participam de aulas de dança e oficinas pedagógicas.
Representantes da Plan, no Brasil, estiveram em Paço do Lumiar na terça-feira (2) para uma avaliação e acompanhamento do "Por Ser Menina", na comunidade. A coordenadora Comunitária da Plan, Leila Rodrigues, destacou a importante contribuição da gestão municipal para a continuidade das atividades no Iguaíba. " Esse apoio reflete no aprendizado das meninas impactadas, promovendo a elas, a proteção e a garantias de seus direitos", elencou.
A estudante Jayne Cilene, de 13 anos, tem o projeto como um investimento para a vida, pois foi através dele, que ela afirma ter conseguido acabar com a timidez, e está se expressando melhor." Hoje eu sou mais comunicativa e meu rendimento escolar melhorou bastante com o projeto", disse.
Para a gestora da UEB Alfredo Silva, Rosemary Brito, o projeto vem ajudando bastante no desenvolvimento das meninas, tanto na escola quanto em suas residencias, além de promover uma interação entre as famílias e escola.
Sobre o projeto
O "Por Ser Menina" tem o objetivo de promover o potencial das meninas, de zero a 18 anos, tirando milhares delas da situação de pobreza, por meio da educação e do desenvolvimento de programas que estimulem habilidades específicas, garantem seus direitos e coloquem fim à discriminação baseada em gênero.
Projeto contempla oficinas de dança e pedagógica com participação dos pais e educadores
Lançada pela Plan International, organização humanitária de origem inglesa que atua há mais de 70 anos na promoção dos direitos das crianças, a campanha, com previsão de cinco anos, busca melhorar a vida de 4 milhões de meninas em todo o mundo, ao trabalhar por sua boa alimentação, saúde e educação, além de protegê-las contra a violência e abusos de todo tipo, contra a pobreza, a desigualdade e a degradação do meio ambiente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário

Diniz