quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Virou bagunça!!! A ex-presidente da Câmara de Newton Bello usa e abusa do talão de cheques do órgão


Nos últimos dias, vazou por meio da internet, irregularidades praticadas pela a ex-presidente da Câmara (Eliene), nos anos 2013 e 2014, onde o TCE- MA  julgou irregulares as contas apresentadas  por Eliene Fernandes da Silva (Câmara Municipal de Governador Newton Belo, 2013), condenando a gestora ao pagamento de débito no valor de R$ 3,6 mil e de multas no total de R$ 17 mil. Contudo, além das irregularidades contadas pelos órgãos, têm-se notícias de extratos de cheque sem fundo,  certidões do tribunal de contas e certidões de onde as contas dela foram julgadas como irregulares, ou seja foi feita uma verdadeira bagunça na situação bancária da Câmara.

Foi ajuizada uma AIME (Ação de Impugnação de Mandato Eletivo), que  é uma ação eleitoral, prevista na Constituição Federal, que tem por objetivo impugnar o mandato obtido com abuso de poder econômico, corrupção ou fraude,  contra a atual vereadora devido à fraudes eleitorais e outros crimes. 

Alguns dias atrás a juíza do TRE deu o despacho e agora encontram-se em fase de apresentar  defesa, cuja principal alegação deu-se pela inexistência de provas, entretanto a produção de provas já se encontra em andamento, uma certidão é o suficiente para evidenciar a fraude. Nas ultimas eleições, Eliene Fernandes foi eleita ao cargo vereadora em Governador Newton Bello sendo eleita pela média de votos 

Em entrevista especial ao Blog do diniz, o suplente Antonio do Birolandia, conhecido alegou que: “A vereadora não apresentou as contas de 2014. Agora nós movemos uma ação, a AIME, junto ao fórum eleitoral para que realmente seja feita justiça. Inclusive foi apresentada por ela uma defesa dizendo que não estamos falando a verdade, já que não tivemos como comprovar o acontecido, mas estamos com um documento de tomada de conta especial que comprova os seus feitos, sim. Salvo melhor juízo, a audiência está marcada para o dia 04 de Março em que iremos provar para a justiça a veracidade do que estamos falando. Estamos com cheques, extratos de 2013 e 2014, onde temos mais de 20 cheques devolvidos. Inclusive o atual presidente está revendo esses cheques, pois a situação atual da câmara é lamentável. A eleição omitiu essas informações e por isso estamos pleiteando derrubar o mandato dela. Houve a omissão de informações importantíssimas em seus registros. Há o registro de compra de peças de  moto para câmara sendo que não temos nem bicicletas. Como se explicaria a compra de motos para a câmara? Então, o que queremos ressaltar é que toda essa situação é  um absurdo. Veja só, uma pessoa que ainda foi eleita para legislar em prol da cidade, fiscalizar os desmandos, desvios de dinheiro e acaba cometendo todos esses atos. A sociedade e a comunicação são as formas mais fáceis de expor esses desmandos." informou o parlamentar.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário

Diniz