segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Ana do Gás participa da formatura do ‘Sim, Eu Posso! – Círculo de Cultura’


A deputada estadual Ana do Gás (PCdoB) prestigiou o encerramento da primeira fase do ‘Seminário Estadual da Jornada de Alfabetização do Maranhão: ‘Sim, Eu Posso! – Círculo de Cultura’, no Centro de Convenções da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) - campus do Bacanga - na tarde da última sexta-feira (17).
A iniciativa do Governo do Estado surgiu da necessidade de combater os altos índices de analfabetismo no Maranhão e ensina jovens e adultos maranhenses que nunca tiveram contato com a vida escolar, não apenas a ler e escrever, mas também expandir seus universos além de elevar a dignidade desses cidadãos.
Na ocasião, o governador Flávio Dino (PCdoB), juntamente com o secretário de Educação, Felipe Camarão, secretário de Direitos Humanos e Participação Popular, Francisco Gonçalves, a consul geral de Cuba para o Nordeste, Laura Bujol e as demais autoridades presentes, celebraram a formatura dos 7.119 recém alfabetizados.
A deputada Ana do Gás ressaltou a importância da iniciativa: “Extremante emocionante o que presenciamos hoje aqui. Aprender a ler e escrever, aperfeiçoa o ser humano, exercita o poder de observação e liberta para uma infinidade de interpretações de mundo. Para mim, essa é uma das iniciativas mais significativas do governo do estado e mais uma vez o governador Flávio Dino e seus secretários estão de parabéns pelos programas que vem sendo executados com tanto profissionalismo e competência. O povo maranhense merece tudo isso e muito mais”.
O programa ‘Sim, Eu Posso’ nasceu em 1961 em Cuba para combater o analfabetismo no país e depois de um tempo, Cuba tornou-se a primeira nação da América Latina a erradicar o analfabetismo. No Maranhão, o programa foi desenvolvido em parceria com a Secretaria de Direitos Humanos e Participação Popular (Sedihpop), com a Secretaria de Estado da Educação (Seduc) e com o Movimento Sem Terra (MST), e tem como referência e método de trabalho a união da pedagogia de Paulo Freire com o modelo do Instituto Pedagógico Latino-Americano e Caribenho de Cuba (Iplac), alfabetizando no tempo recorde de oito meses além de repassar também conhecimento sobre cultura geral.
Integrando o plano de ações ‘Mais IDH’, o programa alfabetizou nessa primeira etapa mais de 7 mil alunos de 8 municípios: Aldeias Altas, Água Doce do Maranhão, Governador Newton Bello, Jenipapo dos Vieiras, Itaipava do Grajau, Santana do Maranhão, São João do Carú e São Raimundo do Doca Bezerra. O ‘Sim, Eu Posso’ terá continuidade este ano de 2017 em mais sete cidades que estão incluídas na lista das 30 de menor Índice de Desenvolvimento Humano.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário

Diniz