terça-feira, 20 de dezembro de 2016

Deputado Rigo Teles anuncia a construção do aeroporto do município de Barra do Corda


O líder do PV na Assembleia Legislativa, deputado Rigo Teles anunciou, na terça-feira (20), durante pronunciamento na tribuna da Casa, que o governo federal, por meio da Secretaria de Aviação Civil, vai construir, brevemente, o aeroporto de Barra do Corda, um antigo sonho da população da Região Central.
O anúncio foi feito depois que Rigo Teles participou, em Brasília (DF), de uma nova reunião com o Secretário da Aviação Civil da Presidência da República, Dário Lopes, acompanhado do ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho. A primeira reunião para tratar do importante assunto aconteceu em março desse ano, com o então Ministro Mauro Lopes.
Para Rigo, o aeroporto é importante porque Barra do Corda fica em região estratégica, a 370km de Imperatriz e a 440km de São Luís. “Os investimentos aprovados pelo Banco do Brasil são de R$ 28,37 milhões, para construir terminal de passageiros, pista de pouso, pátio de aeronaves e outras obras”, revelou.  
O parlamentar informou que a construção do aeroporto de Barra do Corda faz parte do Programa de Investimentos em Logística: Aeroportos, anunciado pelo governo, em dezembro de 2012.   Para a execução do programa, a Secretaria de Aviação Civil celebrou, em 2013, contrato com o Banco do Brasil.
Em ofício encaminhado a Rigo Teles, a Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República informou que estão sendo concluídos os estudos de viabilidade técnica, o licenciamento ambiental e ensaios de sondagem do projeto de construção do Aeroporto de Barra do Corda que receberá grandes aviões, do porte das aeronaves da empresa Azul. 
GRANDES AVIÕES
A Secretaria de Aviação civil informou também ao deputado que o Aeroporto de Barra do Corda foi contemplado na primeira etapa do programa federal de construção de aeroportos no Maranhão. A Construção será executada, por meio do contrato 011/13, de 20 de junho de 2013, celebrado com o Banco do Brasil.    

No ofício, a Secretaria de Aviação Civil informou ainda que a fase de estudos e projetos prevê de três etapas: os estudos de viabilidade técnica, avaliação da infraestrutura; atual proposta no cenário de investimento pela decisão da SAC (Secretaria de Aviação Civil) e detalhamento do cenário de investimento no uso do levantamento topográfico efetuado. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário

Diniz