segunda-feira, 21 de novembro de 2016

Fábio Braga destaca premiação de escolas e aponta soluções para a melhoria da educação no Maranhão


O presidente da Comissão de Educação da Assembleia Legislativa, deputado Fábio Braga (SD), ocupou a tribuna da Casa, para comunicar sua participação na solenidade de premiação a trinta escolas públicas do Estado do Maranhão, que conquistaram os melhores resultados no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) e no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) durante o ano de 2015.

As escolas foram premiadas pelo Programa “Educa Mais Maranhão”, no Palácio Henrique de La Rocque. Fábio Braga estava acompanhado do governador Flávio Dino, do deputado estadual Levi Pontes (SD) e do secretário de estado da educação, Felipe Camarão. As escolas foram premiadas com R$ 10.000,00 (dez mil reais), um notebook e uma placa em reconhecimento ao bom desempenho nas avaliações educacionais.

O parlamentar destacou que o Programa “Educa Mais Maranhão”, originou-se de uma política idealizada pelo governo para divulgar as boas experiências da gestão escolar, como também para incentivar o aprimoramento dos centros de ensino, e valorizar ações, capazes de possibilitar a troca de experiências entre gestores educacionais em todos os municípios do Maranhão.

Para Fábio Braga, o prêmio concedido às escolas que mereceram esses importantes índices de avaliação, obteve do governador Flávio Dino e do secretário Felipe Camarão uma explicação bem objetiva. “O prêmio foi criado para oferecer aos estudantes, aos professores e àqueles que, por meio de dedicação, elevaram o resultado das notas no ensino do Estado do Maranhão. Nas primeiras avaliações, o Maranhão mereceu uma nota sofrível. O vizinho Estado do Piauí conquistou uma avaliação bem melhor que a nossa”, afirmou.   

Em sua fala, Fábio Braga comentou que em conversa com o ex-secretário de Educação do Piauí, deputado Átila Lira, perguntou o porquê da diferença entre os índices do Maranhão, comparados com o do Piauí, e ele respondeu curto e grosso: “o professor e a escola do Piauí são comprometidos com a educação. Têm a mesma estrutura, quase os mesmos salários, mas há um comprometimento maior”.
                       
MOTIVAÇÃO E COMPROMETIMENTO

No pronunciamento, Fábio Braga disse que a educação deve ser oferecida com a motivação e com o comprometimento do governo, por meio da secretaria, dos alunos e dos professores, esses bem qualificados e bem remunerados.  “Tudo isso poderia evitar o êxodo na educação, constatado na maioria dos nossos municípios. É necessário, também, que a família esteja comprometida com a educação”, disse.

Na ocasião, Fábio Braga deixou claro que uma escola não é feita, somente com uma sala de aula, com professores e alunos. “A escola deve ter áreas de lazer, esporte, cinema, teatro e tudo o que possa transformar o aluno em verdadeiros cidadãos. A educação dever valorizar os sentimentos de maranhensidade desses jovens estudantes, com o objetivo de apreciarem, com orgulho, as tradições do Maranhão”, entende.  

Fábio Braga declarou que sem o comprometimento do governador Flávio Dino, do secretário Felipe Camarão, dos professores, dos alunos e da família não teremos êxito.  “Tenho visto muitas escolas de chão batido, de casa de palha e de barracões. Mas nada, nada mesmo, vai fazer com que o Estado do Maranhão perca a esperança. Daqui a pouco tempo seremos destaque nacional com a melhoria dos índices”, acredita.  

Em diálogo com o governador e com o secretário Felipe Camarão, Fábio Braga soube que o governo tem um sério compromisso com o setor educacional: o de nos próximos dois anos e meio melhorar e muito a qualidade do ensino e, acima de tudo, a infraestrutura da educação do Estado do Maranhão. “Só assim poderemos ter, em pouco tempo, um grande destaque nos índices educacionais entre todos os estados brasileiros”, concluiu. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário

Diniz