sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Assembleia realiza audiência pública com moradores da chamada região dos Parques


A Assembleia realizou audiência pública, na noite desta quinta-feira (24), na Quadra Coberta do bairro Parque Vitória, com os moradores da chamada região dos Parques, na grande São Luís, que reúne em torno de mais de 70 mil moradores. O deputado Bira do Pindaré (PT) coordenou os trabalhos. Os serviços de infraestrutura realizados pelo Governo do Estado na área foi a pauta de discussão. Centenas de moradores da região participaram do evento de iniciativa da Associação dos Moradores do Jardim Turu e do Movimento Forte é a Comunidade.
A audiência foi aberta com a apresentação da banda “Os Desbravadores”, da Igreja Evangélica Testemunho de Jeová, da região dos Parques, que cantou o Hino Nacional.
O deputado Bira explicou que o objetivo da audiência pública era debater com a comunidade sobre as ações do Governo do Estado nesta área da grande São Luís, denominada de região dos Parques, que vai desde o Parque Vitória até o Parque Jair, abrangendo os municípios de São Luís, Ribamar e Paço do Lumiar.
“A pavimentação da Estrada da Vitória foi a principal reivindicação dos moradores, dentre outras apresentadas ao Governo do Estado. Estamos, hoje, aqui para ouvir a comunidade sobre essas ações e outras reivindicações. E quem primeiro vai falar é a comunidade. Depois falam as autoridades, respondendo às manifestações dos comunitários”, esclareceu o deputado Bira.
“Este é um momento histórico. Com o apoio do deputado Bira e do Governo do Estado, nossa comunidade realizou um grande sonho, a pavimentação asfáltica da Avenida que liga o Parque Vitória à Estrada da Maioba. Isto se deve ao trabalho de organização e união de todos os moradores dessa região, liderados pelo Movimento Forte é a Comunidade. Nesta audiência pública vamos discutir outras reivindicações de nossa comunidade”, afirmou Marivaldo Santos, presidente da Associação Jardim Turu e Coordenador do Movimento Forte é a Comunidade.
DEBATE
Moradores de diversas localidades da região dos Parques tiveram a oportunidade de se manifestar. Coube ao professor Rogério, morador do Parque Vitória, apresentar um documento síntese contendo as principais reivindicações da comunidade, que são as seguintes: 1) Infraestrutura - Implantação do Programa Mais Asfalto para todas as comunidades; 2) Segurança – instalação imediata de uma Companhia da Polícia Militar; 3) Transporte Público – ampliação, renovação da frota e cumprimento do trajeto; 4) Mobilidade Urbana – criação de linha/expresso metropolitano da sede às comunidades; 5) Educação – implantação de escola de Ensino Médio e de creches; 6) Emprego e Renda – oferta de cursos profissionalizantes; 7) Esporte e Lazer – construção de Complexo Poliesportivo; 8) Correspondências – criação do CEP para todas as ruas e assiduidade na entrega.
CLAMOR POR SEGURANÇA E SERVIÇOS DE INFRAESTRUTURA
A questão da segurança pública e a qualidade da execução dos serviços foram os temas que dominaram o debate. “Clamamos por socorro. Os serviços que estão fazendo em nossa localidade não vão resolver nossa situação, pois estão sendo inadequados”, protestou Gersiane Penha Costa, moradora da Nova Miritiua.
“Não temos segurança. No meu bairro todo dia temos assaltos, roubos e arrombamentos de residências. Estamos jogados às traças. A falta de segurança é o nosso principal problema. Vivemos em permanente estado de sobressalto devido à violência que presenciamos todos os dias. A polícia precisa agir com maior eficiência. Vivemos inseguros. Nesta região quem nunca foi assaltado presencia assaltos todos os dias”, denunciou Júnior, morador do Jardim Turu.
“As ruas do Parque Vitória estão intrafegáveis. O asfalto que colocam é de péssima qualidade. Não temos ônibus com ar condicionado por quê? Cadê a creche. Os hidrômetros que colocam é um roubo”, reclamou Abdon, morador do Parque Vitória.
O problema da falta de definição dos limites territoriais entre os municípios da grande ilha de São Luís também veio à tona no debate. “Não sabemos de quem cobrar. A Assembleia precisa resolve esse problema. O que estamos reivindicando são obrigações do Poder Público”, disse Marcos, morador do Alto do Turu.
FALA DAS AUTORIDADES
Representando a secretaria de Estado da Segurança Pública, o coronel Vaz, da Polícia Militar, respondeu aos questionamentos feitos sobre a área. “A demanda por segurança é tão grande que dar a impressão de que não estamos fazendo nada. Nosso trabalho é como enxugar gelo. Mas a Polícia está trabalhando muito, e todos os dias prendemos bandidos. Trabalhamos com recursos escassos. Tudo que é possível está sendo feito. Nos ajudem a ajudar as comunidades que precisam”, argumentou.
O coronel Vaz disse que está previsto para janeiro do próximo ano a implantação da Companhia de Polícia na região. “Não adianta instalar a companhia agora e não ter policiais para fazê-la funcionar. Em janeiro próximo vamos ampliar nosso efeito e, assim, poderemos instalar a companhia para melhorar nosso trabalho na região”, explicou.
Coube ao secretário adjunto de Estado da secretaria de Infraestrutura (Sinfra), Adonilson Fortes, responder as indagações sobre as ações do Governo do Estado na região. “Assumimos o compromisso de investir R$ 2 milhões em serviços nesta região, numa primeira etapa, e terminamos por gastar R$ 3,2 milhões. O país vive uma grave crise econômica e sentimos seus reflexos. Propomos sentar novamente com as lideranças dessa região e discutir a pauta de reivindicações”, salientou.
O líder comunitário e coordenador do Movimento Forte é a Comunidade, Arnaldo Colaço, e os vereadores eleitos Moisés Gama e Professor Veras, do município de Ribamar, elogiaram a união e a organização dos moradores da região dos Parques, e cobraram a pavimentação do chamado corredor dos ônibus. “Precisamos estender essas ações para as demais localidades. O asfaltamento do corredor dos ônibus é a questão central”, defenderam.
O secretário adjunto da secretaria de Estado de Esporte e Lazer, Miguel Oliveira, comprometeu-se a discutir com o Movimento Forte é a Comunidade as reivindicações pertinentes a essa área. “Atenderemos no que for possível as demandas aqui colocadas. Parabenizamos o trabalho desenvolvido pelos moradores dessa região”, ressaltou.
ENCAMINHAMENTOS
Dentre outros, a audiência pública aprovou os seguintes encaminhamentos: a) Realizar reunião com o secretário de Estado da Infraestrutura, Clayton Noleto, para avaliar as ações realizadas pelo Governo do Estado e discutir as reivindicações dos moradores da região dos Parques; b) Reunir com o secretário de Estado da Segurança Pública, Jeferson Portela, a instalação da Companhia de Polícia na região.
AVALIAÇÃO
O morador do Residencial Canudos, Vanilton Luís Lima Passos, achou muito interessante a realização da audiência pública, mostrou-se otimista e pediu maior divulgação das próximas audiências. “Espero que nossas reinvindicações sejam levadas à sério como foi a do pedido de pavimentação da Estrada da Vitória. Precisamos de muito mais e é obrigação do Poder Público fazer. É preciso divulgar melhor a realização dessas audiências. Foi muito válido”, comentou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário

Diniz