quarta-feira, 20 de abril de 2016

Rigo Teles denuncia descaso na saúde de Barra do Corda e morte de paciente


O deputado Rigo Teles (PV) foi à tribuna da Assembleia Legislativa, na terça-feira (19), para lamentar e pedir providências das autoridades competentes contra o descaso com o setor de saúde de Barra do Corda, imposto pela administração do prefeito que ignora o sofrimento da população.
Em sua fala, Rigo lembrou que vem lutando em todas as esferas de poder, especialmente junto Governo do Estado, para beneficiar a população de Barra do Corda com ações de saúde pública, para evitar os óbitos causados pela Dengue e outras doenças que atingem a população do município da Região Central.  
O parlamentar comentou que na segunda-feira recebeu em sua residência a senhora Elza, técnica em enfermagem, lamentando seu pai, José Monteiro de Souza, estava muito doente e internado na UPA porque o Hospital Municipal de Barra do Corda está fechado, por ordem do próprio prefeito e do secretário de saúde.  
FALTA DE AMBULÂNCIA
Na ocasião, Dona Elza reclamou que o pai, de 73 anos, corria o risco de morrer, porque estava fragilizado pela doença renal crônica e pediu sua transferência para São Luís, pois não tinha sido atendida pelo sistema municipal de saúde de Barra do Corda, que nos últimos anos se transformou em um verdadeiro caos.      
Dona Elza disse que pediu a transferência do pai para São Luís ao secretário de saúde de Barra do Corda, Dr. Alexandre, que alegou não ter ambulância para transportá-lo. Imediatamente o deputado Rigo Teles trouxe a documentação para São Luís e pediu a ambulância de Fernando Falcão para transportar o doente.  
Na manhã hoje, Rigo Teles recebeu um telefonema de dona Elza, agradecendo pelo esforço, dedicação e informando que o pai infelizmente tinha falecido. “É triste ver mais um pai de família morrer por falta de assistência na saúde de Barra do Corda. Não podemos admitir que essas mortes continuem acontecendo” , lamenta.    
Em sua fala, o deputado Rigo lembrou que apesar de Barra do Corda ter 100 mil habitantes, a única ambulância disponível para atender a população foi adquirida com recursos de uma emenda parlamentar de sua autoria.  “É muito triste ver o povo da minha terra morrendo pelo descaso imposto pelo prefeito”, concluiu.    

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário

Diniz