terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

Edilázio sugere a Dino a isenção de ICMS sobre repelentes e inseticidas


O primeiro secretário da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa, deputado Edilázio Júnior (PV), protocolou junto à Mesa Diretora da Casa, indicação ao governador Flávio Dino (PCdoB) solicitando que ele isente de ICMS, produtos como repelentes e inseticidas, sobretudo no período de duração de epidemias de dengue, zika vírus e chikungunya. A indicação foi publicada no Diário Oficial de hoje do Legislativo.
A proposta do parlamentar leva em consideração o fato de ser elevado no Maranhão, o número de registros das doenças, que podem levar o individuo à morte. Ele lembrou que o Ministério da Saúde já relacionou casos de microcefalia ao zika, o que torna ainda mais necessário, como medida de prevenção, o uso de repelentes e inseticidas. Em alguns estados, estes tipos de produtos estão sendo entregues sem custoso à população.
“A minha indicação pede que o governador Flávio Dino tenha sensibilidade e isente repelentes e inseticidas de ICMS nesse período em que o nosso país vem tendo esse surto do zika vírus e que vem trazendo esse desastre tão grande que é a microcefalia”, disse.
Edilázio lembrou que Flávio Dino aumentou no ano passado o ICMS para os repelentes e inseticidas, ao sancionar a lei estadual nº10.329, o que vai de encontro à recente medida adotada pelo Governo Federal, de distribuir repelentes sem qualquer custo ao cidadão.
“Porque faço isso? O governador Flávio Dino vem se destacando, inclusive em nível nacional, por defender impostos. Foi assim com a CPMF e foi assim no nosso estado, no ano passado quando ele aumentou o imposto do ICMS com o seu programa ‘Mais Imposto’. Ele aumentou o imposto dos repelentes no nosso estado”, finalizou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário

Diniz