quarta-feira, 16 de setembro de 2015

Deputada Ana do Gás cobra mais assistência médica na região do Médio Mearim


Preocupada com os casos que têm ocorrido em algumas cidades do estado e que resultaram na morte de gestantes,  a deputada estadual Ana do Gás foi cobrar do secretário estadual de Saúde,  Marcos Pacheco,  a ampliação dos serviços na área de saúde nos municípios da região do Médio Mearim. A visita aconteceu na última quarta-feira (9), na sede da secretaria. "Todos sabem da grande dificuldade que os gestores enfrentam para garantir assistência médica e hospitalar nos municípios e como uma das representantes da região na Assembleia Legislativa e conhecedora das demandas da população, vim saber do próprio secretário o que está sendo feito nesse sentido", justificou a parlamentar.

A deputada, que teve a saúde da mulher como uma de suas plataformas de campanha, chamou a atenção do secretário principalmente para a falta de maternidades para as mulheres no interior do estado. 

O titular da pasta da saúde garantiu melhorias e o empenho do governo do estado em melhorar os serviços de saúde. "É necessário a existência de novas pactuações para que sejamos capazes de suprir as necessidades das cidades da região", frisou Marcos Pacheco.

A republicana relatou ainda ao secretário o esforço dos alguns gestores em atender a grande demanda de cidades como Lima Campos, Trizidela do Vale, Dom Pedro, Esperantinópolis, Capinzal do Norte, além de tantas outras. "Em Santo Antônio dos Lopes,  por exemplo,  de janeiro a julho deste ano foram realizadas 700 consultas com ginecologista, sendo que 350 desses atendimentos eram oriundos de Santo Antônio e o restante de outros 14 municípios vizinhos", pontuou a deputada que também é primeira-dama da cidade.

De acordo com dados de um relatório da secretaria de saúde do município,  Ana do Gás mostrou ao secretário que neste mesmo período foram realizadas 1.059 consultas de pré-natal, sendo 777 da cidade e o restante dos municípios vizinhos. 

Os dados do relatório também mostram que o município de aproximadamente 15 mil habitantes realizou no período 144 dos 217 partos naturais,  e 101 das 276 cesarianas. "Precisamos ampliar a cobertura na assistência à saúde do povo da região para desafogar os atendimentos no Hospital Regional de Presidente Dutra e garantir às mulheres total assistência", finalizou a deputada. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário

Diniz