quarta-feira, 19 de agosto de 2015

Flávio Dino vira as costas para as escolas da rede estadual de Açailândia


Flávio-Dino-e1392728169395
Flávio Dino, uma mudança para o pior…
Eleito com o discurso da mudança alcançando a mais alta votação da cidade de Açailândia para um candidato ou candidata ao governo do Estado, da história política do Município, o governador Flávio Dino simplesmente abandonou ao “Deus dará” a cidade que depositou na sua gestão, a esperança de maioresinvestimentos em benefício da população.
Em oito meses de mandato fez apenas uma visita ao Município, simplesmente para agradar correligionários, e, ao povo, apenas a promessa de 10 quilômetros de asfalto que nunca chegou à cidade.
As Escolas da rede estadual de ensino estão totalmente abandonadas: infraestrutura caótica, instalações elétricas danificadas pelo tempo, falta de merenda escolar, falta de zeladoras e vigias. A falta de zeladoras e vigias estão por conta de falta de pagamento de exatos quatro meses – O sujeira tomou conta das salas de aulas e corredores – O banheiro nem se fala.
Greve de alunos
Em minha sã consciência não me lembro de testemunhar uma greve de alunos na cidade de Açailândia, ou até mesmo em outras cidades ou Estados, reivindicando estrutura mínima de funcionamento da suas escolas. Em Açailândia, na Escola Lourenço Antonio Galletti, os alunos resolveram na manhã de hoje (18) protestarem e não adentraram aos portões da escola, exigindo uma posição do governo da mudança.
As manifestações de protestos podem ganhar corpo nos próximos dias, caso não haja um posicionamento do governo com relação as escolas da rede estadual de ensino de Açailândia.
Estranhamente àquelas pessoas que sempre se propuseram a se manifestarem contra a falta de ações do antigo governo, como uma “renca” de vereadores, na última eleição cabos eleitorais de Dino, e principalmente, o eterno candidato a prefeito de Açailândia, Professor Milton, militante das causas políticos/educacionais, ainda permanecem inertes a tamanha falta de respeito com a educação do Município. Seria mais simples pra esses, como aliados do governo, buscar uma solução. Mas será que têm interesse?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário

Diniz