quarta-feira, 20 de maio de 2015

Vinicius Louro rebate Fábio Macêdo e sugere que o parlamentar também entre em greve de fome


O deputado estadual Vinicius Louro (PR), usou a tribuna em sessão plenária nesta quarta (20) na Assembleia Legislativa para rebater o discurso do deputado Fábio Macêdo (PDT) que se solidarizou a um vereador de Pedreiras que fez restrição alimentar,  basicamente consumindo pão e água durante 24h em protesto ao prefeito de Pedreiras para a construção da quadra e da pavimentação de bloquetes no Bairro do Matadouro. Essas obras já estão viabilizadas através de emendas de um deputado federal votado na cidade.

 Para o deputado estadual Vinicius Louro a demora na liberação dos recursos para o início das obras depende apenas do Governo Federal e não da prefeitura. Bem humorado o parlamentar sugeriu ao colega Fábio Macêdo que se junte ao vereador na “greve de fome”.

“Gostaria de falar ao nobre deputado que se solidarizou ao vereador de Pedreiras pela greve de fome, dizer aqui que o problema da liberação da verba para essa obra não é da prefeitura e sim Governo Federal e da Caixa Econômica. O que me chama a atenção é que nesse período que se aproxima as eleições, o vereador resolveu fazer greve de fome. Pedreiras  tem tantos problemas, a saúde por exemplo passa por grandes dificuldades, por causa de um hospital que foi adquirido em estado precário comprado pelo município através da família de um ex-vereador, sugiro então aos nobres colegas vereadores que abram uma CPI para investigar a situção e façam também uma greve de fome”, enfatizou o parlamentar.

No final do seu discurso Vinicius Louro, fez uma sugestão: “Já que o meu nobre colega, deputado Fábio Macêdo está sendo solidário ao vereador, que ele então faça uma greve de fome em frente à Superintendência da Caixa para que a obra seja liberada e possa beneficiar os moradores do Bairro Matadouro em Pedreiras”, finalizou o parlamentar, que arrancou gargalhadas da presidente da sessão, deputada Graça Paz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário

Diniz