terça-feira, 12 de maio de 2015

Júnior Verde pede convocação de 2 mil policiais


O deputado estadual Júnior Verde (PRB) protocolou nesta terça (12) Indicação que solicita ao Governador Flávio Dino a convocação, em caráter de urgência, de 2 mil policiais militares e bombeiros para reforçar a Segurança Pública do Estado. O anúncio foi feito durante audiência pública realizada para discutir a convocação dos aprovados no concurso da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Polícia Civil do Maranhão, que lotaram o auditório Fernando Falcão, na Assembleia Legislativa. Participaram da reunião os deputados Zé Inácio, Wellington do Curso e Cabo Campos, o secretário de Estado de Segurança Pública, Jefferson Portela, além de representantes de entidades ligadas à segurança do Estado. O concurso foi realizado em 2012. 

Hoje, no Maranhão, a proporção é de apenas um policial para cada 800 habitantes, enquanto a Organização das Nações Unidas (ONU) recomenda um agente para cada 250 habitantes. Segundo a Secretaria de Segurança Pública do Estado, a Polícia Militar convocou 1 mil candidatos, contudo, somente 387 foram aprovados para o curso de formação, e 270 candidatos desistiram ainda no Teste de Aptidão Física (TAF).

“O déficit no Maranhão é muito grande, por isso solicitamos a nomeação de 2 mil policiais e a criação de uma comissão prévia de análise da situação dos aprovados, visando dar celeridade no processo de formação”, explicou o deputado Júnior Verde, que também protocolou Requerimento solicitando informações do Governo do Estado sobre o processo de convocação dos policiais civis aprovados, e que ainda não foram chamados.

O parlamentar destacou a importância das discussões, reafirmou que a Assembleia não afronta o Estado, e apoia os aprovados e excedentes. “Vocês estão lutando pelos direitos de vocês e esta Casa esta acolhendo uma demanda justa e legítima, e lutará incansavelmente até que todos sejam convocados, tendo seus direitos reconhecidos e reforçando as forças de segurança do nosso Estado”, complementou.

O secretário de Estado de Segurança Pública, Jefferson Portela, afirmou que o Estado vai cumprir a lei. “Pelo governo passado, certamente não haveria mais chamamento, mas esse Governo já chamou mil policiais. O planejamento é uma questão fundamental, e estamos trabalhando com o orçamento do governo passado para conseguir resolver essas questões”, disse o secretário.

  O representante dos aprovados, Salomão Santos, agradeceu o empenho dos parlamentares e pediu a convocação de dois mil aprovados. “São três anos de luta e poucas respostas. Esperamos que agora, consigamos ser chamados e ter nossos direitos respeitados”, desabafou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário

Diniz