sexta-feira, 17 de abril de 2015

Eliziane pede rejeição à PEC 215 e defende direitos de povos indígenas




A deputada Eliziane Gama (PPS-MA) pediu um basta à PEC 215/00, que transfere do Executivo para o Legislativo a decisão sobre a demarcação de terras indígenas.

Na sessão solene comemorativa ao Dia do Índio realizada nesta quinta-feira (16) realizada no Plenário da Câmara, Eliziane Gama destacou que o atual governo vai entrar para a história como o que menos demarcou terras indígenas. Ela também pediu sensibilidade dos demais colegas parlamentares para que a PEC 215 não seja aprovada e disse governo pode entrar para história como o que menos demarcou terras indígenas.

““Estes povos vem com esta luta legitima para dizer não à PEC 215, que é uma ação criminosa contra os índios do Brasil. Não consigo admitir direitos humanos pela metade! [...] Este governo é o que menos demarcou e que pode entrar para história deste país por isso. A vinda de vocês aqui é a demonstração real da resistência”, destacou Eliziane.

Na Sessão Solene que contou com a presença de Marina Silva e de várias autoridades foram debatidos diversos temas relacionados aos direitos dos povos indígenas, mas a tônica dos discursos foi o posicionamento contrário a PEC 215.   

O índio yanomami Davi Kopenawa afirmou durante a sessão que seu povo é sagrado. “Os brancos não conhecem meu povo. Só conhecem internet, não conhecem a realidade de quem vive na floresta. Nesta Casa está a cobra grande [PEC 215]. Nós viemos aqui defender o nosso direito. Temos que matar a cobra grande, matar e enterrar para não aparecer mais”, relatou.

PEC 2015

Nesta quarta-feira (15) a deputada também acompanhou Marina Silva e participou de assembleia no Acompanhamento Terra Livre, em frente ao Congresso Nacional durante a Mobilização Nacional Indígena que reúne representantes de povos indígenas do país na tentativa de sensibilizar os parlamentares para que os direitos destes povos sejam assegurados.

Eliziane Gama e Marina Silva acompanharam um grupo de lideranças indígenas de várias regiões do país que se reuniu com vários partidos para tratar da luta contra a PEC 215, que transfere para o Congresso Nacional a decisão sobre demarcação de terras indígenas no Brasil.

Na reunião com o PSB, o líder indígena do Povo Xucuru de Pernambuco fez um apelo à bancada do partido. “Não se trata de dinheiro, trata-se de vidas que precisam ser respeitadas”, enfatizou Marcos Xukuru.

A comitiva também se reuniu com Aécio Neves (PSDB) que reafirmou o compromisso com as comunidades indígenas assumido durante a campanha presidencial.   

O grupo também se reuniu com os deputados Rubens Bueno (PPS-PR) e Arnaldo Jordy (PPS-PA) que se comprometeram a debater o assunto com todos os parlamentares do PPS na próxima reunião da bancada, que será realizada na terça-feira (28). 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário

Diniz