quarta-feira, 8 de abril de 2015

Diretor de abastecimento da Petrobras será ouvido nesta quarta-feira


Na semana passada a deputada Eliziane encaminhou pedido para saber quanto municípios e estado gastaram para receber refinaria”

A comissão externa da Câmara dos Deputados que apura o cancelamento das refinarias da Petrobras Premium I e II ouvirá nesta quarta-feira (08) o diretor de Diretor de Abastecimento da Petrobras, Jorge Celestino Ramos. A reunião será realizada às 14h30 no Plenário 8.

Além do diretor, a comissão também convidou o Gerente Geral da Refinaria Lubrificantes e Derivados do Nordeste - LUBNOR; Fábio Lopes de Azevedo e o Representante do SINDIPETRO CE/PI; Francisco Carlos Oriá Fernandes.

Os parlamentares querem saber os motivos que levaram ao cancelamento da construção das refinarias Premium I e Premium II e avaliar o impacto socioeconômico causado nos estados do Maranhão e do Ceará em função da enorme expectativa criada.

A Comissão Externa também quer avaliar os valores gastos pelos governos dos citados estados. Por isso, na semana passada a coordenadora da comissão, deputadafederal Eliziane Gama (PPS-MA) enviou ofícios aos prefeitos de Bacabeira, Alan Linhares, e de Rosário, Irlahi Linhares, e ao governador do Maranhão, Flávio Dino.

No documento, a parlamentar solicitou informações sobre os investimentos realizados por cada ente da federação para receber o empreendimento da estatal brasileira, que foi cancelado em janeiro de 2015.

Eliziane, que também é integrante da CPI da Petrobras, pediu a relação de todas as despesas realizadas pelas prefeituras que seriam beneficiadas pela refinaria. Também quer saber quais foram os incentivos fiscais concedidos para que o empreendimento fosse viabilizado.

Ao governador Flávio Dino, a deputada do PPS solicitou cópias dos contratos assinados pelo estado com a Petrobras para a instalação de Premium I. Requereu também cópias dos relatórios de impacto ambiental e dos investimentos financeiros realizados pelo Palácio dos Leões, sede do governo maranhense.
“Todas estas informações são imprescindíveis para que o Congresso Nacional conheça a real situação após a Petrobras cancelar o empreendimento no Maranhão”, justificou a autora dos pedidos.

A deputada maranhense quer ainda ter acesso à listagem dos terrenos que foram desapropriados, inclusive com informações sobre os valores das indenizações pagas aos antigos proprietários do terreno cedido para a Petrobras. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário

Diniz