sexta-feira, 24 de abril de 2015

Comissão visita siderúrgica de Açailândia e debate sobre produção de ferro-gusa


A Comissão Especial de Deputados da Assembleia Legislativa do Maranhão, criada pelo deputado Junior Verde (PRB) para debater a atual situação do setor produtivo de ferro-gusa no Estado, esteve nesta quinta-feira (23), visitando o pólo siderúrgico de Açailândia.

A expectativa é reunir informações com o objetivo de buscar alternativas para evitar mais demissões e garantir o funcionamento das indústrias.

Representantes das quatro indústrias visitadas – Aciaria, Viena, Pindaré [do Grupo Queiroz Galvão] e Gusa Nordeste – concordam que a crise no setor deve-se, principalmente, a crise mundial.

“A expansão do aço chinês e da sucata no mercado americano tornaram-se as maiores concorrentes do ferro-gusa. Além disso, a Rússia e a Ucrânia, por conta da desvalorização de suas moedas, conseguiram baixar o preço do ferro-gusa e ganhar a maior fatia do mercado internacional”, afirmou Fernando Rangel, diretor da siderúrgica Pindaré.

Vale destacar que questões como o Zoneamento Ecológico-Econômico (ZEE), que consiste na delimitação de terras para uso compatível segundo suas características e as licenças ambientais, também são fatores complicadores.

Segundo dados do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Metalúrgicas de Açailândia (STIMA), desde o início da crise, as empresas já reduziram em cerca de 30% sua capacidade de produção. “Cerca de 1 mil trabalhadores já foram demitidos no setor nos últimos anos de forma direta e 5 mil indiretamente”, pontuou Jarlis Adelino presidente do STIMA.

O presidente da Comissão, deputado Junior Verde assegurou que o governo do Estado não poderá resolver a crise, mas poderá intervir de forma imediata na tentativa de amenizar a situação evitando assim mais demissões.

A Comissão realizará, ainda, Audiência Pública com os vários segmentos do setor siderúrgico buscando encaminhamentos a serem levados ao governo do Estado.

PRESENÇAS

Além do presidente da Comissão, deputado Junior Verde (PRB), participaram das visitas os deputados Professor Marco Aurélio (PC do B) e Vinicius Louro (PR), e também o vice-presidente da Fiema, Claudio Azevedo.

Acompanharam a comissão, ainda, o presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Siderurgia do Maranhão, Jarles Adelino e representantes de vários segmentos do setor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário

Diniz