sexta-feira, 24 de abril de 2015

Casa Acolhedora comemora seu primeiro aniversário com uma programação bem diversificada.


O projeto “Casa Acolhedora” é um espaço que oferece tratamento a pacientes em situação de abandono causada por álcool e outros entorpecentes em Rosário. Foi uma inciativa da Prefeita de Rosário Irlahi Moraes e se baseia no principio do resgate e da ressocialização de pessoas que vivem atualmente em situação de vulnerabilidade social.

A Casa Acolhedora festejou seu primeiro aniversario com eventos esportivos e religiosos. A Prefeitura Municipal juntamente com as igrejas evangélicas, católica, empresários, políticos e principalmente as famílias dos internos promoveram varias atividades recreativas com a participação intensa das comunidades vizinhas.

Na manhã do dia 18 de Abril, sábado, o dia começou com um grande torneio de futebol e festival de louvor organizado pelas igrejas evangélicas e a terapeuta Corporal Conceição Mateus, centenas de pessoas participaram das programações.

No domingo, dia 19 de Abril, dia oficial do aniversario, aconteceu um culto e varias atividades religiosas e contou com a participação da Prefeita Irlahi Moraes, pastores e a equipe que organizou a 1°Copa Rosariense de Futebol Sub – 19, entre eles destacam-se Alexandre Aquino, Dimas Tinoco, Zé Valdo e Neto do Zico. Neste dia também, houve testemunho dos internos, entrega das cestas básicas que foram arrecadadas nas competições através dos atletas, organizadores e o publico.

Segundo Jenisvaldo, 45 anos, interno ha 7 meses, este projeto dar oportunidade para as pessoas que não tem condições financeira e psicológica para um tratamento adequado e digno. “Agradeço muito a prefeita e a todos que ajudam a casa de forma financeira ou solidaria, através de alimentos, roupas, tratamentos, aulas entre outras coisas. Hoje sou uma nova pessoa, conquistei novamente minha família, o amor dos meus filhos, tenho trabalho, vivo outra realidade”, afirmou Jenivaldo.

Diferentemente da alternativa de tratamento, a casa é um lugar onde eles voltam a construir valores, fazer novas descobertas e trabalhar novas aptidões. Existe na casa a pratica da agricultura, piscicultura, criação de galinha caipira, entre outras atividades que são estimuladas por meio do treinamento e cursos oferecidos pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) e a Secretaria Municipal de Educação.


A prefeita de Rosário, Irlahi Moraes (PMDB), disse que, a equipe responsável pelo projeto fez acompanhamento de jovens em situação de vulnerabilidade social, causado pelo abandono provocado pelo vicio das drogas, visando a ressocialização dessas pessoas. “Temos que cuidar da nossa gente e agir como sociedade, aceitando e tentando resolver o problema, lutar contra o mal deste século que é geral”, disse a prefeita Irlahi Moraes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário

Diniz