quarta-feira, 25 de março de 2015

Humberto Coutinho recebe comitiva de vereadores de Senador La Rocque


O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Humberto Coutinho Coutinho (PDT), recebeu na manhã desta quarta-feira (25), no Gabinete da Presidência, a visita de uma comitiva de vereadores do município de Senador La Rocque.

Acompanhados dos deputados Valéria Macedo (PDT) e Professor Marco Aurélio (PCdoB), os vereadores solicitaram apoio da Assembleia Legislativa para a solução de litígios surgidos na região sul do Estado, em razão de querelas provocadas pela Lei que definiu novos limites territoriais dos municípios de Buritirana, João Lisboa e Senador La Rocque.

Durante o encontro, a deputada Valéria Macedo fez um relato sobre o Projeto de Decreto Legislativo n.º 002/2014, de sua autoria, que dispõe sobre a realização de consulta plebiscitária aos eleitores dos municípios de Senador La Roque, Buritirana e João Lisboa, visando o desmembramento e anexação de povoados.

De acordo com a deputada, o objetivo do projeto do plebiscito é consultar as populações diretamente interessadas, especialmente dos povoados Tabuleirão I, Centro dos Machados, Açaizal Grande, Cajá Branca, Olho D’água, Jenipapo, Novo Horizonte, Parsondas, Araparí, Centro do Zezinho, Centro do Toinho e Projetos de Assentamento Pingo de Ouro, Lagoa da Cigana, Alvorada I e Alvorada III, sobre o desmembramento e anexação aos municípios de Senador La Roque, Buritirana e João Lisboa.

Valéria Macedo explicou que em 2001 a Assembleia Legislativa, que era presidida pelo deputado Manoel Ribeiro, aprovou um Projeto de Lei de autoria do ex-deputado Hélio Soares, que fez a anexação dos referidos povoados ao município de Senador La Rocque.

Segundo a deputada, com a anulação da Lei Estadual n.º 265/2001 pelo Tribunal de Justiça do Maranhão, os povoados referidos ficaram sem vínculo legal com nenhum dos três municípios. Antes da Lei 265/2001 eles constavam inclusos, parte na lei de criação do município de João Lisboa e outros na de Buritirana. Com a Lei 265/2001 passaram a pertencer a Senador La Rocque, mas para isso a Lei teve que revogar parte das leis de João Lisboa e Buritirana.

Com a anulação, todos os povoados envolvidos na questão estão desvinculados das leis dos três municípios, ou seja, não integram na lei de nenhum dos três município, embora do ponto de vista fático, administrativo e político continuam – como sempre estiveram nos últimos 19 anos – vinculados ao município de Senador La Rocque.

Para a deputada uma realidade, porém, se impõe: desde a criação do município de Senador La Rocque, há mais de 19 anos, estes povoados ficaram administrativa e politicamente incluídos a este município. Até 2001 de fato e, depois da Lei 265/2001, de direito. Com o decreto de inconstitucionalidade desta lei os povoados legalmente ficaram sem estar incluídos em nenhuma das leis dos três municípios.

“Em outras palavras, a perda da vigência da Lei estadual 265/2001, que revogou em parte as leis de criação de João Lisboa, Senador La Rocque e Buritirana, não restitui a vigência das leis de criação dos municípios de João Lisboa, Senador La Rocque e Buritirana”, acrescentou a parlamentar.

Os vereadores também fizeram uma explanação sobre o problema,  pedindo o apoio da Assembleia Legislativa para que, o quanto antes, seja realizada a consulta popular nos três municípios: Senador La Roque, Buritirana e João Lisboa.

Depois de ouvir o relato dos vereadores e dos deputados Valéria Macedo e Professor Marco Aurélio, o presidente da Assembleia Legislativa determinou que seja reiterada, através da Presidência da Casa, a solicitação para que, o quanto antes, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MA), realize o plebiscito nestes três municípios. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário

Diniz