quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

Júnior Verde critica medida provisória que afeta trabalhadores com carteira assinada


O deputado Júnior Verde (PRB) registrou na sessão desta quarta-feira (11), a reunião que vai ocorrer amanhã, no Plenarinho do Legislativo Estadual, onde será debatida a medida provisória nº 665/20015, do Governo Federal, que dispõe sobre as mudanças que afetarão diretamente os trabalhadores com carteira assinada.

De acordo com a MP, o tempo para que o trabalhador possa adquirir o seu Seguro Desemprego passa de 6 meses para 1 ano e oito meses. Na opinião do deputado, essa medida vai prejudicar os trabalhadores maranhenses. Ele garantiu que vai apresentar uma indicação para que a presidenta Dilma Roussef reveja esse posicionamento. Disse ainda que existem outras formas do Governo Federal fazer o ajuste fiscal sem prejudicar os trabalhadores, principalmente, o da construção civil.

Júnior Verde também afirmou que o Maranhão terá grande prejuízo no setor da pesca, chegando à ordem de quase 40% no recebimento dos benefícios sociais. É que de acordo com a MP, se a pescadora recebe bolsa família, ela não vai mais poder receber o seu seguro defeso.

“Nós sabemos que as mudanças certamente vão de encontro aos anseios dos trabalhadores, porque vão prejudicar centenas de trabalhadores maranhenses. Se o questionamento do Governo é que existe fraude, que os órgãos responsáveis apurem as fraudes, mas que o trabalhador não seja penalizado. Não tenho dúvidas que o Congresso Nacional vai saber se posicionar a favor dos trabalhadores brasileiros”, salientou Júnior Verde, convidando os seus colegas de plenário e a imprensa para se fazerem presentes nesse evento.

Finalizando, o deputado acentuou que o país precisa de trabalhadores valorizados e de melhores indicadores do Governo no que se refere à arrecadação de impostos ou benefícios outros que fortaleçam a economia da nação. “Precisamos é, outrossim, aumentar salários, valorizar a cada dia os trabalhadores, porque  uma vez valorizados, eles certamente vão fortalecer a economia deste país”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário

Diniz