segunda-feira, 12 de maio de 2014

Flávio Dino firma aliança com adversário de Dilma



O pré-candidato ao Governo do Estado, Flávio Dino (PCdoB), oficializou ontem a aliança com o PSDB consolidando o apoio ao pré-candidato a Presidência da República, Aécio Neves, e, consequentemente, se distanciando da presidente Dilma Rousseff (PT), que concorrerá à reeleição. Ao anunciar a aliança PCdoB/
PSDB, os tucanos confirmaram ainda o nome do deputado Carlos Brandão para vice na chapa de Dino.

Aécio Neves desembarcou em São Luís para participar do ato político que anunciou a aliança com o PCdoB – partido da base aliada da presidente Dilma Rousseff – no Maranhão.
Durante entrevista coletiva, concedida antes do início do evento tucano, Aécio garantiu que a decisão de coligar com o PCdoB passa por objetivos regionais, mesmo sendo os comunistas adversários históricos dos tucanos nacionalmente.

“Nós estamos hoje [ontem] aqui, de forma clara, transparente, o conjunto do PSDB, trazendo o nosso apoio à candidatura de Flávio Dino ao Governo do Estado”, afirmou Aécio Neves.
Com esse apoio, Flávio Dino consegue tempo de propaganda de televisão e rádio, objetivo principal do comunista ao buscar a aliança com o PSDB. Dino e sua coligação terão mais de quatro minutos para sua propaganda política.

Desvantagem – No entanto, Dino consegue juntamente com o tempo dos tucanos o distanciamento da candidatura a reeleição de Dilma Rousseff, que em 2011 nomeou o comunista para presidir a Embratur, cargo que exerceu até março deste ano.

O comunista terá que enfrentar situações como a que ocorrer ontem durante a entrevista do pré-candidato Aécio. O tucano fez duras críticas à administração da petista e garantiu que tanto o Maranhão quanto o Brasil querem mudança.

“A principal característica da administração do PT é o conjunto de obras inacabadas”, disse Neves.
E mesmo aceitando a aliança com o PSDB, Flávio Dino prefere garantir que tem um palanque aberto para as três candidaturas a presidente: Eduardo Campos do PSB além de Aécio e Dilma Rousseff já que partidos como o PDT são aliados e apoiam a candidatura à reeleição da petista.
Tucanos ficam com a vice e PDT deverá aceitar

Ao anunciar aliança com o PCdoB, o PSDB mostrou quanto custou a fatura pela adesão ao projeto dinista. Os tucanos indicaram o deputado Carlos Brandão para compor a chapa de Flávio Dino na vaga de candidato a vice-governador. Com isso, o PDT – antes colocado como o partido que indicaria o vice do comunista – perde o espaço e deverá aceitar decisão.

Assim que anunciou que fechara com o PCdoB, o pré-candidato Aécio Neves garantiu que essa adesão traz junto o nome de Carlos Brandão para ser vice de Dino. “Estamos incorporando nesse esforço o companheiro Brandão, que estará ao lado de Flávio Dino como seu candidato a vice-governador”, disse Neves.

A decisão foi confirmada pelo pré-candidato Flávio Dino que ao deixar a entrevista coletiva disse que no ato político faria o convite oficial ao PSDB para indicar o vice. “Estamos aqui hoje [ontem] para convidar oficialmente o PSDB a indicar o vice”, afirmou Dino.

Com isso, o PDT está praticamente fora da disputa pela vaga de vice, apesar de alegar acordo firmado em 2012 que garantia esse espaço a sigla. Os pedetistas até tentaram pressionar escolhendo o nome do empresário Márcio Honaiser para ser vice de Dino.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário

Diniz