quarta-feira, 6 de novembro de 2013

Deputada Cleide Coutinho elogia trabalho do Saae de Caxias



A deputada Cleide Coutinho (PSB) ocupou a tribuna da Assembleia Legislativa nesta terça-feira (5), para destacar a importância e eficiência do Serviço Autônomo de Água e Esgoto  Sanitário (SAAE) do município de Caxias, que recebeu da municipalidade (prefeito Humberto Coutinho) autonomia e apoio para mudar a realidade em que se encontrava, apoio esse que continua a acontecer na atual administração do prefeito Léo Coutinho (PSB). Também destacou e elogiou o excelente trabalho do Diretor do Saae de Caxias, Engenheiro Carlos Alberto e de toda a sua equipe.

Referiu a parlamentar que, com planejamento estratégico, foi possível fazer um diagnóstico da situação e posteriormente traçar ações não só emergenciais, mas também de longo prazo, que foram implementadas em benefício da população.

Foram feitas importantes parcerias com o Executivo e Legislativo municipal e realizado realinhamento tarifário, criando condições adequadas para investimentos na estruturação da organização, hidrometração e outros ajustes operacionais, resultando, assim, em uma evolução na capacidade de produção, reserva e fornecimento de água potável à população do município.

Para exemplificar, Cleide informou que o município de Caxias elevou sua produção de água potável de 800.000 m³ por mês, para 1 milhão e 300 mil m³/mês, permitindo a cobertura de 96% na área urbana. Na zona rural, em quantidade de poços profundos, o município de Caxias passou de 20 poços para 80 poços, um incremento, portanto, de 300%, onde há aproximadamente 80% de cobertura com sistemas completos de abastecimento de água.

“Estamos trabalhando fortemente para a universalização do fornecimento de água, porque, ainda este ano, entregaremos mais uma Estação de Tratamento de Água, uma nova captação, mais moderna, segura e eficientizada”, declarou. A deputada informou ainda que o SAAE está trocando toda a tubulação que era utilizada para distribuir a água que já existia há mais de 30 anos, pois eram de amianto (sabidamente cancerígeno) e de tubos de ferro, o que comprometia a qualidade da água consumida pela população caxiense.   

NOVAS ESTAÇÕES

Durante o pronunciamento, Cleide Coutinho revelou que no dia 30 de outubro recebeu mais uma ótima notícia para o saneamento básico de Caxias, pois foi aprovada a elaboração dos projetos executivos, para promover a universalização da água tratada e do esgotamento sanitário para a cidade.

“Serão mais estações de tratamento de esgoto, elevatórias e rede coletora. A intenção do Prefeito Léo Coutinho é esgotar e tratar 80% da rede existente na cidade, e é porque a cidade realiza trabalhos planejados que a resposta do Ministério das Cidades, para quem faz o dever de casa, é apoiar as ações propostas pelo município, liberando recursos públicos”, destacou. 

Cleide informou ainda que está sendo executado trabalho em outras frentes do saneamento básico, que é a elaboração do Plano Municipal de Saneamento Básico, que terá o planejamento integrado dos 4 eixos do setor de saneamento (água, resíduos sólidos, esgotamento sanitário e drenagem urbana).

REALIDADE DIFERENTE

Para Cleide, enquanto o Saae de Caxias aprovou e executou medidas que deram certo para beneficiar a população, pois tem planejamento estratégico como ferramenta de gestão, isso falta em São Luís, pois a Caema enfrenta problemas tanto na capital como no interior. Lembrou ainda que em São Luís, no último dia 23, a população realizou manifestação interditando duas importantes avenidas dos bairros do João Paulo e Alemanha. No dia seguinte (24), a manifestação foi no bairro Diamante, que também reclamava da falta de água na região há mais de 15 dias, isto sem falar em outros bairros, onde a falta d’água se estende por até quatro meses.

“Observo que no interior do Estado a situação é semelhante, pois em Imperatriz, a segunda maior cidade do Estado e que é atendida também pela Caema, há uma constante falta d’água e inclusive foi instalada uma CPI pela Câmara dos Vereadores para averiguar essa situação”, comentou.

Ao concluir, a deputada informou que - ao contrário do Governo do Estado, que não dá nenhum recurso para Caxias - o último dia 30, mais uma vez, em Brasília, os ministros reconheceram o trabalho realizado naquela cidade e aprovaram recursos para elaboração de projetos executivos, para fins de promover a universalização da oferta da agua tratada e também do esgotamento sanitário para toda cidade. Segundo Cleide, para o projeto do esgoto o ministério aprovou R$ 1.800.000,00. Para o projeto de água, foram aprovados R$ 500.000,00.

Os valores para execução das obras do sistema de esgoto sanitário e do abastecimento d’água estima-se que serão R$ 70.000.000,00 e R$ 30.000.000,00, respectivamente, e, com certeza, Caxias os aplicará corretamente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário

Diniz