sexta-feira, 13 de setembro de 2013

Vereador de Caxias é preso em São Luís por tentar agredir policial


Léo Barata foi preso após ofender verbalmente o segurança da Assembleia Legislativa que não o deixou entrar no auditório do local, que estava lotado e onde ocorria um encontro do PSB. O vereador ainda tentou agredir um policial.


O vereador e secretário municipal de Cultura do município de Caxias, Léo Barata, foi preso na tarde desta sexta-feira (13), na Assembleia Legislativa (AL), em São Luís, após ofender com palavras um segurança do local e ainda tentar agredir fisicamente o major Dickson, da Polícia Militar. 

O fato ocorreu quando Léo Barata chegou ao auditório Fernando Falcão, na sede do legislativo estadual, onde era realizado um encontro do Partido Socialista Brasileiro (PSB), ao qual é filiado. Por não conseguir entrar devido ao local estar superlotado, o vereador ficou inconformado e ofendeu verbalmente o segurança que controlava a entrada do auditório e depois ainda tentou agredir o major da Polícia Militar, identificado como Dickson.

Outros seguranças da Assembleia Legislativa ainda tentaram conter Léo Barata, mas como o vereador estava muito alterado, recebeu ordem de prisão e foi conduzido para uma das dependências da AL e depois foi levado para o Plantão Central da Reffsa, onde foi aberto inquérito policial.

Os deputados Rubens Júnior (PCdoB) e Marcelo Tavares (PSB) ainda intervieram, tentando impedir a prisão do vereador, mas ele foi detido mesmo assim. 

O governador de Pernambuco, Eduardo Campos, pré-candidato a presidente da República, participava do encontro do PSB onde o vereador caxiense foi preso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário

Diniz