terça-feira, 6 de agosto de 2013

Cleide Coutinho relata caso de bebê abandonado pela mãe em Caxias


A deputada Cleide Coutinho (PSB) esclareceu, nesta segunda-feira (5), o fato do abandono do bebê, que nasceu no banheiro do Hospital Geral de Caxias, que apesar da perseguição política sofrida continua aberto e atendendo a população. Segundo ela, a mãe da menina foi identificada pelas iniciais K.S.S., de 19 anos que, acompanhada de sua genitora, chegou ao hospital reclamando de uma dor na barriga.

No meio da consulta, K.S.S. se dirigiu ao banheiro do hospital e demorou muito. Ao sair, a servente ouviu um choro forte de criança, entrou no banheiro e com muita tristeza e também alegria, encontrou o recém-nascido dentro do cesto de lixo, enrolado em um saco, sangrando e chorando.

De acordo com Cleide, na mesma hora o Conselho Tutelar foi acionado, a direção do hospital registrou o boletim de ocorrência, o Samu foi chamado, e a paciente e o bebê foram encaminhados à Maternidade Carmosina Coutinho, onde se encontram em franca recuperação.

“Apesar da vontade do secretário Ricardo Murad de fechar o setor de saúde de Caxias, nossa UTI neonatal continua aberta, o recém-nascido está lá em tratamento, hoje já mamou e certamente viverá, porque Deus assim quis. A mãe do bebê resolverá a vida dela e receberá a punição que merece no Conselho Tutelar e do Ministério Público Estado”, finalizou a deputada.

ANIVERSÁRIO DE CAXIAS

A deputada também destacou que a cidade de Caxias festejou, com muito orgulho, no dia 1º agosto (quinta-feira), o aniversário à Adesão da Independência do Brasil.

Para Cleide, quanto a festa que aconteceu para comemorar o aniversário à adesão foi um ato político de grande importância, haja vista que naquele dia, praticamente um ano após a Independência do Brasil, Caxias foi palco da derrota do último bastião português no Brasil, consolidando assim em definitivo a Independência brasileira.

Cleide Coutinho ressaltou que a história do município de Caxias é plena não só de fatos marcantes que elevam o valor patriótico e moral de seu povo bravo, lutador e trabalhador, que acredita no futuro assim como ela como deputada, do ex-prefeito Humberto Coutinho e do atual prefeito Léo Coutinho e da Câmara Municipal.   

Citou com respeito a figura histórica do major Luis Alves de Lima e Silva, Comandante das Tropas vitoriosas contra as forças portuguesas que pelo conjunto de seus feitos recebeu o título de Duque de Caxias e posteriormente também o de “Patrono do Exército Brasileiro”.

Do meio político, Cleide destacou que merecem ser citados os nomes dos governadores Eugênio Barros, Alderico Machado, João Castelo e do Senador Alexandre Costa. Do Parlamento estadual, a deputada citou os nomes do ex-deputados João Machado, José Gentil, Afonso Barata e do ex-prefeito Humberto Coutinho.

Da área jurídica, Cleide citou com respeito a figura do desembargador Jamil Gedeon; do ministro aposentado do Superior Tribunal de Justiça, Edson Vidigal; e do desembargador Artur Almada Lima.

No campo educacional merece relevo os educadores: desembargador Artur Almada Lima (ex-diretor da Escola de Administração da Uema) que é também presidente do Instituto Histórico e Geográfico de Caxias, o saudoso Padre Aderson Guimarães e da atual educadora irmã Gema, que tem uma larga folha de serviços prestados à cidade e a região, responsável que é pela formação de várias gerações de caxienses.

Com muito respeito, Cleide citou o professor Jaques Medeiros, ex-reitor da Uema, integrante e ex-presidente da Academia Caxiense de Letras, da professora Valquíria Araújo que já foi diretora da Uema e ex-secretária municipal da Cultura, entre inúmeros outros educadores de igual destaque em todos os setores da sociedade.

Em relação às artes, deputada Cleide destacou a artista Tita do Rêgo Silva, radicada em Hamburgo (Alemanha), sendo de sua autoria o famoso painel existente no Museu da Balaiada que conta a história de Caxias. Entre os poetas contemporâneos  foram destaques no pronunciamento Renato Menezes, Wibson Carvalho, Dr. Firmino e também Edson Vidigal, entre outros.

POLÍTICA E LIBERDADE

No pronunciamento, a deputada Cleide disse que Caxias se orgulha de seus representantes e se orgulhará ainda mais, porque o município tem hoje uma política voltada para a liberdade que o povo do Estado do Maranhão necessita.

“O povo de Caxias merece respeito. Enquanto Imperatriz recebeu R$ 80 milhões do Estado em 2010, R$ 87 milhões em 2011 e R$ 127 milhões em 2013 e Coroatá, com apenas um hospital, recebe mensalmente R$ 5 milhões, o município de Caxias nada recebeu. Os dados foram divulgados em matéria do jornal ‘O Estado de S.Paulo’ do dia 04/08/13.

A parlamentar prometeu que Caxias continuará lutando porque o futuro está se aproximando, com novas mudanças e pessoas que realmente reconhecem o valor do povo. “Não me canso de repetir. Caxias deu à governadora Roseana quase 30 mil votos e, no entanto, é como se não existisse. A parceria que existe não é institucional e sim promocional, porque Caxias nada recebe do Estado. Mesmo assim, fico feliz em dizer que não temos medo de enfrentar. Já dizia Gonçalves Dias: “A vida é combate, que aos fracos abate, que aos bravos e os fortes só faz exaltar”, comentou Cleide.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário

Diniz