quarta-feira, 3 de julho de 2013

Cleide Coutinho cobra conclusão da reforma do hospital Carlos Macieira


A deputada Cleide Coutinho (PSB) ocupou a tribuna da Assembleia nesta quarta-feira (3), para registrar a visita da Comissão de Saúde ao Hospital Carlos Macieira, realizada ontem (2), para verificar “in loco” as reais condições daquele estabelecimento, que segundo matéria divulgada na revista “Carta Capital”, já consumiu mais de R$ 108 milhões do Sistema Único de Saúde (SUS).

A visita foi fruto de solicitação por meio de ofício, da vice-presidente da Comissão de Saúde da Assembleia deputada Cleide Coutinho. Também participaram da visita a presidente da Comissão de Saúde Valéria Macêdo (PDT), a deputada Francisca Primo (PT), o deputado Raimundo Louro (PR) e os membros da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia, deputada Eliziane Gama (PPS) e o deputado Bira do Pindaré (PT).

A parlamentar salientou que a comitiva da Assembleia Legislativa foi recebida com extrema competência pela gerente de Enfermagem doutora Francelina, pela diretora técnica doutora Gisélia Bauman e pelo diretor administrativo doutor Jouglas, que mostraram as dependências do Hospital  e responderam todas as perguntas e dúvidas formuladas pelos parlamentares.

Cleide Coutinho esclareceu que o motivo da visita foi saber por que o Hospital Carlos Macieira já gastou mais de R$ 108 milhões na reforma. O hospital tem três UTIs funcionando, uma boa equipe médica, mas não dispõe de um centro cirúrgico, obrigando pacientes a serem removidos para outros hospitais quando precisam de cirurgias.

Na oportunidade a equipe do Hospital Carlos Macieira informou aos deputados que está sendo construído um centro cirúrgico com nove leitos. “Espero que isto realmente se realize. Estivemos no Hospital em 2011 e constatamos que de lá para cá pouca coisa mudou. O 1º e 4º andares e o subsolo ainda estão com as obras não concluídas. Onde está todo esse dinheiro gasto nas obras”, questiona Cleide.

CENTRO DE HEMODIÁLISE

Na avaliação da deputada Cleide, o que mais a deixou surpresa durante a visita, foi constatar que 36 dos 80 leitos de internação do Hospital Carlos Macieira estão sendo ocupados por doentes renais que fazem hemodiálise, porque eles não têm onde realizar o procedimento em outra casa de saúde. “Porque ao invés de construir hospitais de 20 leitos que não podem conveniar com o SUS nem serem mantidos pelas Prefeituras a governadora não constrói uma clínica de nefrologia em São Luís”, indaga.

Finalizando, Cleide deixou o seu pedido à governadora Roseana Sarney e ao secretário de Saúde Ricardo Murad, para que ambos concluam as obras do centro cirúrgico do hospital Carlos Macieira e construam, com urgência, um centro de hemodiálise do Estado em São Luís, porque os pacientes renais são cada vez mais freqüentes e mais necessitados de tratamento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário

Diniz