terça-feira, 18 de junho de 2013

Vianey destaca manifestações de protesto realizadas em diversas capitais do País

A deputada Vianey Bringel (PMDB) ocupou a tribuna na sessão, na sessão desta terça – feira (18), para comentar sobre as manifestações que estão ocorrendo pelo país. Para ela, não foi o aumento de 0,20 da passagem que levou as pessoas às ruas, mas sim a falta de políticas públicas aplicadas no Brasil.

“Pra onde vai o dinheiro da redução de IPI de um automóvel, senão para o transporte público? Um país desenvolvido é aquele em que rico anda de metrô, e não aquele em que o pobre se endivida em 48 prestações para comprar um carro”, disse a parlamentar.

“Acho difícil e fora de época um manifesto contra a Copa do Mundo, isso aí era pra ter sido feito lá atrás, quando o Brasil foi candidato a ser sede da Copa”, declarou Vianey Bringel.

A deputada demonstrou indignação com o “Bolsa Estupro”, que seria um novo projeto de iniciativa federal onde a mulher que foi estuprada irá receber um salário-mínimo até a criança completar 18 anos. “Que país é este? Que luta pelo combate à violência contra a mulher e institui uma bolsa dessa. Quem é que vai saber que o filho foi de estupro ou não?”, argumentou Vianey.

Segundo a deputada, tudo que a população quer são programas sociais que cheguem a eles, um emprego digno, uma educação digna, uma saúde digna. O povo reivindica promessas não cumpridas, como, por exemplo, estradas que demoram anos para serem concluídas.

 “A indignação do povo não se reflete nos 0,20 centavos não; é a indignação do povo que há muito vem sofrendo e que vem só sendo enganados por programas que não chegam até eles”, disse.

Ainda no seu discurso, a deputada, defendeu a atuação do Governo de Roseana Sarney no Estado do Maranhão. “Não conheço uma grande obra de ninguém, a não ser Roseana Sarney, nesse Estado e nesta capital. Todos os viadutos”, declarou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário

Diniz