quarta-feira, 12 de junho de 2013

Sindicato dos Servidores da Assembleia Legislativa elege hoje nova diretoria

Duas chapas disputam nesta quarta-feira (12) a eleição para a escolha da nova diretoria do Sindicato dos Servidores da Assembleia Legislativa do Estado do Maranhão (Sindsalem). A votação foi iniciada às 9h e prosseguirá até as 16h no Plenarinho. O resultado do pleito deverá ser proclamado por voltas das 17h. A eleição é aberta a todos os servidores da Casa, desde que estejam aptos a votar e munidos de um documento de identificação, pois caso não possua em mãos, consequentemente, não poderá proferir o seu voto.

O presidente da Federação Nacional dos Servidores dos Poderes Legislativo Federal, Estaduais e do Distrito Federal (Fenale), João Moreira, participa da eleição em São Luís na condição de observador. “Para nós é importante estar aqui no Maranhão, neste momento, como forma também de prestar apoio e solidariedade aos servidores do Poder Legislativo estadual maranhense”, afirmou João Moreira.

CHAPAS

A Chapa 1, intitulada “Autonomia, Democracia e Luta”; é encabeçada por Luiz Noleto, e tem ainda como componentes Teonilia Oliveira (vice-presidente), Maria Vitória (secretária geral), Ricardo de Oliveira (secretário de finanças), Vilson Gomes (diretor para assuntos de aposentadoria), José Carlos Mendes (diretor para assuntos jurídicos), Benedito Paulo Filho (diretor de comunicação), Darlene Sousa Melo (diretora de formação sindical), Geraldo Filho (diretor de relações intersindicais), Benedito de Jesus França (diretor administrativo) e Ronald Franklin Carneiro (diretor de assuntos do secretariado parlamentar).

A Chapa 2, intitulada “Compromisso e Ação”, é encabeçada por Sebastião Iradson Aragão e tem ainda como componentes Roseane Lima (vice-presidente), Elzane Leite (secretária geral), José Raimundo Verde (secretário de finanças), Eney Avelar (diretor para assuntos de aposentadoria), Nilton França (diretor para assuntos jurídicos), Carlos Filho (diretor de comunicação), Maria Genésia (diretor de formação sindical), Maria da Luz (diretor de relações intersindicais), Maria Ribamar Melo (diretor administrativo) e  Francisco das Chagas (diretoria de assuntos do secretariado parlamentar).

PROPOSTAS

Dentre as propostas da Chapa 1 há a reforma do atual PCCV; aumento do ticket-alimentação; reajuste anual da inflação; manutenção do quadro suplementar ou alteração, caso a maioria dos servidores envolvidos assim desejem; defesa da manutenção de todos os servidores que estejam cobertos pelo PCCV da ALEMA que adentraram no intervalo entre 1989-1986; buscar na justiça as perdas salariais existentes; contratação de um escritório permanente de advocacia; defesa permanente do concurso público e entre outras.

A Chapa 2 propõe a implantação do estudo dos servidores da Alema; de gratificação por meritocracia; eventos culturais; alteração das normas do adicional de qualificação; melhoria nos valores das gratificações das chefias do núcleo; reajuste do ticket-alimentação; lutar pela reposição das perdas salariais; ginástica laboral para os servidores da Alema; prioridade no atendimento dos servidores da ALEMA no restaurante; reivindicar gratificação técnica legislativa para servidores efetivos; buscar parcerias com outras entidades e instituições (escolas, faculdades, cursinhos) e entre outras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário

Diniz