sexta-feira, 17 de maio de 2013

Prefeito Zito Rolim participa de Seminário de enfrentamento a violência sexual contra crianças e adolescentes

Autoridades municipais, profissionais da saúde, da educação, além de um grande número de estudantes estiveram presentes Seminário sobre Enfrentamento à Violência e Exploração Sexual Contra Criança e Adolescentes, realizado no auditório da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) campus Codó, na tarde desta quinta-feira (16). O evento foi mais uma atividade da programação da IX Semana Codoense de Combate ao Abuso e a Exploração Sexual de Crianças e Adolescente.
Compondo a mesa de abertura do seminário estavam secretários municipais, vereadores, representantes de ONG, representantes da promotoria pública, do conselho tutelar e o prefeito Municipal de Codó, Zito Rolim. Para o Secretário Municipal de Saúde, Dr. Cláudio Paz, o seminário irá auxiliar o poder público e profissionais de diversas áreas a detectarem os casos de abusos. “Precisamos que todos estejam muito atentos às situações que acontecem. Pequenas mudanças no comportamento da criança podem dizer algo a respeito. Por isso pedimos a atenção redobrada dos pais. Toda essa mobilização da sociedade pode auxiliar aos pais, profissionais da saúde, educação e os trabalhadores de nossa rede de assistência social na luta contra esse tipo de crime”, disse.
De acordo com o prefeito Zito Rolim, o medo, o preconceito e a proximidade do próprio agressor podem fazer com que o menor abusado não denuncie, levando à impunidade em muitos casos. “Hoje é um dia muito importante. Estamos aqui para unir forças. Profissionais de diversas áreas, educadores, representantes do legislativo, sociedade civil e, principalmente, pais e mães, que precisam estar atentos ao comportamento do filho. O carinho, o cuidado e a atenção podem fazer a diferença. Temos que lembrar o nosso papel na sociedade. É o trabalho de cada um de nós que vai coibir a ação daqueles que pensam em cometer esse crime hediondo. Estarei à disposição de toda e qualquer medida ou ação dos poderes públicos nessa luta”, disse o prefeito.
O palestrante do evento, promotor José Jailton, ressaltou a vigilância e a rigorosidade na hora de orientar os filhos, além do sigilo para proteger a imagem das vítimas. “Temos que parar de aceitar o que nossos filhos acham que é melhor fazer. Estamos falando de seres humanos vulneráveis. Por mais que uma menina ache que pode namorar aos treze anos, ela não tem noção do que está falando. Pode ser uma mulher na forma, mas a mente é de uma criança”, alertou.
Após o seminário, o auditório da UFMA de Codó foi palco para a sessão itinerante da Câmara Municipal de Vereadores, dando prioridade aos assuntos relativos ao tema.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário

Diniz