terça-feira, 28 de maio de 2013

Deputadas destacam na tribuna visita da CPI da Mulher a Imperatriz


As deputadas Francisca Primo (PT) e Eliziane Gama (PPS) destacaram da tribuna da Assembleia, na sessão desta segunda-feira (27), a visita da CPI da Mulher à cidade de Imperatriz, na semana passada. Segundo a deputada Francisca Primo, a Delegacia da Mulher de Imperatriz “tem uma boa estrutura física e organizacional, mas não atende a demanda dos casos de violência contra a mulher porque também atende as denúncias de violência contra crianças e adolescentes do sexo feminino”, afirmou.

De acordo com Francisca Primo, falta à Delegacia da Mulher de Imperatriz mais funcionários para dar conta da demanda, que é grande em razão do atendimento dos casos provindos de outros municípios da região, acrescentando que, apesar disso, não existe atraso na elaboração dos laudos periciais, o que é feito dentro de 24 horas.  Ela revelou que a CPI vai encaminhar uma solicitação ao governo do Estado para que instale uma Delegacia de Proteção da Criança e Adolescente (DPCA) em Imperatriz.

“A reivindicação da rede de mulheres é que haja um anexo do Instituto Médico Legal (IML) próximo à Delegacia da Mulher, para facilitar a perícia nas vítimas e evitar o deslocamento até o IML, que fica 7 km distante do centro da cidade. Recebemos vários documentos da rede de enfrentamento da violência doméstica, contendo dados e reivindicações, assim como relatórios e dossiês da Vara Especializada em Violência Doméstica e Familiar, que vão subsidiar nossos trabalhos e contribuir para fazermos uma radiografia da situação da violência contra a mulher em Imperatriz e na região Tocantina”, revelou.

Por sua vez, a deputada Eliziane Gama destacou o programa Infantil da Assistente Social, desenvolvido pela Prefeitura de Imperatriz, que faz um trabalho dentro da perspectiva da busca ativa, retirando crianças e adolescentes das ruas e levando para abrigos. “Um programa interessante que acaba dando oportunidade a essas crianças e adolescentes, evitando que ingressem no mundo das drogas”, observou.

Eliziane Gama ressaltou a vinda de Maria da Penha ao Maranhão e de sua visita à Assembleia, na quarta-feira (29), pela manhã, às 8h30. “A vinda de Maria da Penha ao Maranhão, neste momento, é estratégica e emblemática, especialmente quando nós estamos destacando o combate à violência contra a mulher no estado através não somente da CPI, mas de várias reuniões que a sociedade civil organizada tem realizado no Estado do Maranhão”, analisou.

“Esta Casa está de parabéns por receber Maria da Penha e espero que esse momento sublime e emblemático seja também um marco importante para a busca de novas metas e de novas ações para que, realmente, a violência contra a mulher em nosso Estado possa ser reduzida”, comentou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário

Diniz